1 de Julho de 2008 / às 21:41 / em 9 anos

Pecuaristas dos EUA seguem atentos a aquisições do JBS

Por Diane Bartz

MORRIS, EUA, 1o de julho (Reuters) - Enquanto os norte-americanos compram carne bovina para fazer hambúrgueres no Dia da Independência (4 de julho), criadores de gado observam atentamente dois processos de fusão, que para alguns poderiam custar milhões de dólares.

A empresa brasileira JBS (JBSS3.SA) aguarda o aval do Departamento de Justiça dos EUA sobre a aquisição de dois dos grandes compradores de gado dos EUA --a National Beef Packing Co e a unidade de bovinos da Smithfield Foods SFD.N.

As fusões preocupam alguns produtores, que temem uma queda dos preços no caso de os processadores de carne se unirem.

Na fazenda de sua família, localizada em Minnesota, Jerry Wulf encolhe os ombros e troca olhares com seu irmão Dave quando questionado sobre as fusões.

“Eu não vejo com bons olhos a intervenção do governo e diria: ‘Que ninguém se intrometa,'” afirmou Wulf, sentado na tranquila sala de reunião do escritório dessa grande fazenda, onde há plantações de milho e 3.000 cabeças de gado de corte.

A família acredita que a compra pelo JBS pode fortalecer o mercado de exportação para a carne norte-americana depois de a doença da vaca louca ter provocado uma certa queda nas vendas para o Japão e a Coréia do Sul.

As exportações norte-americanas diminuíram em um terço entre 2003 e 2007, segundo dados do Departamento de Agricultura do país. No entanto, houve uma certa recuperação neste ano. As importações, ao mesmo tempo, elevaram-se em cerca de 40 por cento nesse período.

Mais a oeste, os pecuaristas da Califórnia e do Arizona poderiam ter prejuízos porque vendem para duas fábricas que seriam agora controladas pelo mesmo proprietário no caso de as fusões serem aprovadas, afirmou Bill Bullard, do grupo de criadores de gado R-Calf.

Alguns pecuaristas argumentam que as fusões permitiriam à JBS, conhecida nos EUA como JBS-Swift, abater seu próprio gado no caso de os preços começarem a subir, mantendo-os assim sob controle. Como parte do acordo com a Smithfield, a empresa adquiriria a Five Rivers Ranch Cattle Feeding LLC, que possui a capacidade de criar 800 mil cabeças de gado.

“O boi gordo precisa ser vendido em um prazo de três semanas depois de ter atingido seu peso ideal”, afirmou Bullard. “Se os processadores decidirem não comprar o gado e, ao invés disso, optarem por usar seus próprios animais durante um longo período de tempo, eles obteriam uma considerável vantagem em termos de preço.”

O senador Herb Kohl, um democrata de Wisconsin que comanda a subcomissão antitrust do Senado, pediu que o Departamento de Justiça impedisse os negócios ou ao menos que obrigasse a JBS a abrir mão da Five Rivers.

A JBS-Swift é a terceira maior produtora de carne dos EUA, a National é a quarta e a Smithfield, a quinta, disse Peter Carstensen, que dá aula de direito na Universidade de Wisconsin em Madison.

As fusões fariam com que a JBS superasse a Tyson (TSN.N) e a Cargill para transformá-la na maior empresa de seu setor nos EUA, com cerca de 30 por cento do mercado norte-americano, afirmou. A empresa já é a maior produtora de carne do mundo.

Os Wulf e outros que criam gado sublinharam que os abatedouros em si encontram-se sob pressão das grandes cadeias varejistas, como o Wal-Mart (WMT.N), para segurar os preços.

“Esse é um negócio duro”, afirmou Jerry Wulf. “Se esse fosse um negócio fácil, haveria mais gente participando dele.”

Por causa do aumento dos preços do milho de ração, da soja e do combustível, os Wulf afirmam precisar que a carne seja vendida por algo entre 105 e 110 dólares a cada 100 libras (45 quilos) para cobrir seus custos.

O preço hoje é de 99 dólares, mas o mercado de futuros prevê um aumento para algo entre 105 dólares no outono e 115, no inverno, disse Dillon Feuz, economista da Universidade Estadual Utah especializado no setor agropecuário.

“Tínhamos esperança de ganhar alguma coisa em 2008, mas os lucros estão começando a diminuir devido à alta no preço do milho”, disse Wulf.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below