March 26, 2008 / 2:05 PM / 10 years ago

Arrecadação em campanha eleitoral dos EUA supera PIBs africanos

Por Deborah Charles

WASHINGTON (Reuters) - A oito meses da eleição presidencial norte-americana, os candidatos já arrecadaram quase 1 bilhão de dólares para suas campanhas, o que significa uma quantia superior ao Produto Interno Bruto (PIB) de vários países africanos.

A disputa excepcionalmente longa desta vez --que já dura mais de um ano-- acaba movimentando mais dinheiro, especialmente entre os democratas, que estão superando todos os recordes.

Mesmo ficando para trás, os republicanos somam dezenas de milhões de dólares e ainda têm bastante tempo para arrecadar mais até a eleição de 4 de novembro.

Entre janeiro de 2007 e fevereiro de 2008, os candidatos arrecadaram conjuntamente 814 milhões de dólares. Até o final deste mês, segundo analistas, a soma deve atingir 1 bilhão de dólares.

“Os EUA estão realmente dando um grande passo à frente em termos de gastos nas suas eleições”, disse Steve Weissman, do Instituto de Finanças de Campanha, entidade de pesquisas ligada à Universidade George Washington.

Weissman disse que os três principais candidatos --o republicano John McCain e os democratas Barack Obama e Hillary Clinton-- estão arrecadando juntos pelo menos 100 milhões de dólares por mês, e gastando até 93 por cento do que arrecadam.

Para efeito de comparação, sete países africanos (São Tome e Príncipe, Guiné-Bissau, Gâmbia, Comores, Seicheles, Libéria e Djibouti) têm individualmente um PIB inferior a 1 bilhão de dólares, segundo dados do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Embora tenham o cuidado de não criticar o processo político norte-americano, algumas pessoas em entidades humanitárias citam possíveis usos para tanto dinheiro.

Uma funcionária da ONG internacional Care disse que mesmo uma parte do 1 bilhão de dólares poderia ajudar dezenas de milhões de necessitados.

“Cento e cinquenta milhões de dólares adicionais poderiam garantir que 10 milhões de meninas recebessem uma educação de qualidade. E 150 milhões de dólares adicionais podem ajudar a garantir uma gravidez e partos seguros para 30 milhões de mulheres em 10 países”, disse Deborah Neuman, vice-presidente-sênior de desenvolvimento de recursos da Care.

Mas Neuman disse que é importante que haja investimentos no sentido de tornar os norte-americanos mais participativos no processo político. Mesmo assim, “é preciso procurar dólares e dar espaço nas doações filantrópicas das pessoas a causas como a nossa e a luta contra a pobreza,” afirmou ela.

Reportagem adicional de Lesley Wroughton

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below