1 de Setembro de 2008 / às 19:58 / 9 anos atrás

FMI vê progresso significativo com normas para fundos soberanos

Por Simon Gardner

SANTIAGO, 1o de setembro (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) informou nesta segunda-feira que está otimista com o “progresso significativo” que está sendo alcançado na direção de um entendimento das diretrizes para as práticas de investimento por fundos soberanos, mas alguns fundos estatais permanecem cautelosos.

O FMI espera intermediar em uma reunião de dois dias em Santiago um acordo preliminar sobre diretrizes voluntárias para investimentos por fundos soberanos, efetivamente fundos de pensão que controlam ativos num total de 2 a 3 trilhões de dólares.

Alguns países onde os fundos investem, como os Estados Unidos, temem que com os fundos controlando 10 trilhões de dólares em ativos até 2012 eles possam ser um fator desestabilizador nos mercados internacionais por conta dos enormes montantes de seus investimentos.

No entanto, alguns fundos soberanos, que mantêm seus investimentos e estratégias em segredo, estão preocupados com que possam perder sua vantagem competitiva se se abrirem muito.

Eles também estão preocupados com a possibilidade de enfrentar um exame minucioso, possivelmente pelo FMI, e quaisquer restrições que possam golpear os fluxos internacionais de capital.

“As autoridades estão otimistas com o progresso significativo que está sendo alcançado com as regras para práticas de investimento para fundos soberanos”, disse à Reuters uma autoridade do FMI no início do encontro, do qual participarão cerca de 24 fundos soberanos e 11 nações.

A reunião tenciona alcançar um entendimento sobre princípios e práticas gerais aceitáveis sobre fundos de investimentos, em antecipação ao encontro mundial anual do FMI entre 10 e 13 de outubro. Entretanto, é possível que uma nova reunião aconteça antes disso.

Os fundos soberanos existem desde os anos 1950 e têm se multiplicado em tamanho e quantidade à medida que grandes países exportadores asiáticos e nações produtoras de petróleo têm visto suas reservas internacionais aumentarem fortemente.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below