for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Rio Tinto e Codelco fecham novos acordos de exploração de cobre

SANTIAGO, 2 de setembro (Reuters) - A gigante de mineração Rio Tinto RIO.AX, que quer expandir suas reservas de cobre, afirmou na terça-feira que assinou mais acordos de exploração com a estatal chilena Codelco, a maior produtora do mundo de cobre.

A Rio Tinto RIO.L explicou que os acordos, fechados após outros assinados em janeiro, são para exploração conjunta em Esteli e Paloma, no norte do Chile, região que fornece um terço da produção de cobre do mundo.

Os investimentos de exploração individuais estão avaliados em 20 milhões de dólares para cada prospecto e dão à Rio Tinto uma opção de ganhar uma participação de 55 por cento em cada um.

Os acordos incluem provisões para aumentar a propriedade para 60 por cento, e fortalecem o relacionamento entre os dois gigantes do cobre, que tentam elevar a produção já que os graus de minério estão caindo em suas maiores minas.

“Estamos muito satisfeitos por entrar nesses acordos adicionais que fortalecem a relação da Rio Tinto com a Codelco e fornecem acesso a uma das maiores fontes de cobre no mundo”, disse o chefe-executivo da Rio Tinto, Bret Clayton, em comunicado.

A propriedade de Esteli é contígua à de Exploradora, que foi p primeiro acordo conjunto das duas empresas.

Já a propriedade de Paloma está localizada perto de algumas das minas mais ricas em cobre do Chile, incluindo Spence, de propriedade da BHP Billiton BHP.AX, e El Tesoro, da Antofagasta ANTO.L.

A Rio Tinto afirmou que está perfurando em Exploradora e que fará o mesmo ainda este ano em Paloma. A empresa realiza explorações no Chile desde 1989.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up