6 de Outubro de 2008 / às 03:07 / 9 anos atrás

CONSOLIDA-Lacerda admite erros e tem 2o turno com Quintão em BH

Por Marcelo Portela

BELO HORIZONTE, 6 de outubro (Reuters) - Surpreendido por Leonardo Quintão (PMDB) na reta final, Márcio Lacerda anunciou uma postura mais agressiva no segundo turno das eleições para a prefeitura de Belo Horizonte. Quintão, por sua vez, prometeu manter a simplicidade.

Apoiado pelo governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), e pelo prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT), Lacerda ficou em plano secundário durante o primeiro turno e agora afirmou que a campanha será mais agressiva.

Lacerda atribuiu a uma "acomodação" da coordenação da campanha a aproximação do peemedebista, que lhe tirou uma vitória que chegou a ser vislumbrada no primeiro turno.

"Depois que atingimos certo patamar nas pesquisas, houve uma acomodação da coordenação, de não examinar os detalhes dos sinais negativos. Surgiram várias denúncias por e-mail e panfletos apócrifos e respondemos apenas pelo site", observou.

"Mas isso foi insuficiente. Foi um erro não responder à campanha difamatória. Agora faremos algumas mudanças operacionais", acrescentou, sem revelar quais serão.

Recebido por correligionários com foguetório e festa como se tivesse vencido as eleições, Quintão, que saiu de um patamar de menos de 10 por cento das intenções de voto nas primeiras pesquisas, disse que não ficou surpreso com o resultado.

Quintão disse que pretende manter a tática de discursos direcionados principalmente à camada mais simples do eleitorado, e a simplicidade de seus programas eleitorais.

"É uma estratégia barata e sincera. Olho no olho do eleitor e presença na rua, para ser vaiado ou aplaudido", comentou. "O Lacerda não é político ainda. Eu já estava na praça", se comparou ao adversário em coletiva.

SEM LULA

Apesar da popularidade de Luiz Inácio Lula da Silva e do fato de o PT ser um dos principais partidos na aliança em torno de Lacerda - o vice do candidato é o deputado estadual petista Roberto Carvalho -, a disputa entre partidos que integram a base aliada deve manter o presidente fora da campanha na capital mineira.

"Nós preservamos o presidente Lula de tudo que possa causar constrangimento à governabilidade. Não haverá nenhuma pressão pela participação do presidente", afirmou Fernando Pimentel, ao lado de Lacerda durante a coletiva.

"O presidente Lula deve continuar neutro em todo lugar onde haja candidaturas conflitantes entre partidos de sua base de apoio. Por enquanto, não tenho nenhuma razão para pedir ao presidente para não vir a Belo Horizonte. Mas se houver qualquer indicativo de que ele possa vir, não só eu, mas toda a liderança nacional do PMDB irá ao Palácio do Planalto para dizer como aprecia sua neutralidade", ressaltou o ministro das Comunicações, Hélio Costa, aliado de Quintão.

Em relação a outros apoios, no entanto, a corrida já começou. "A participação de ministros é sempre bem-vinda," disse Pimentel, referindo-se principalmente ao ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, e ao chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Luiz Dulci. Ambos se declararam contrários ao acordo entre petistas e tucanos na cidade e não participaram da campanha no primeiro turno.

Mas eles também estão na mira de Quintão. "Vou conversar com os ministros Patrus e Dulci e com o presidente Lula. Vou conversar com todo mundo", disse ele.

Um apoio que Quintão afirma já esperar é o da candidata Jô Moraes (PCdoB), que ficou em terceiro lugar na capital. "Eu recebi a Jô na minha casa quando ela tinha 20 por cento nas pesquisas e eu tinha nove por cento para fazermos um acordo de apoio", contou.

Com 100 por cento das urnas, Lacerda teve 549.131 dos votos válidos, o que corresponde a 43,59 por cento. Já Leonardo Quintão terminou com 41,26 por cento, equivalentes a 519.787 votos.

Edição de Mair Pena Neto

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below