5 de Agosto de 2008 / às 20:48 / 9 anos atrás

Bovespa acompanha NY à distância e sobe após 3 quedas

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - Impulsionada por ganhos de setores ligados ao mercado doméstico, a Bolsa de Valores de São Paulo fechou no azul pela primeira vez em quatro sessões.

O Ibovespa subiu 1,55 por cento nesta terça-feira, para 56.470 pontos. O giro financeiro na bolsa totalizou 5,4 bilhões de reais.

A senha para a recuperação foi a manutenção do juro básico dos Estados Unidos em 2,0 por cento ao ano, o que levou os principais índices de Wall Street a subir quase 3 por cento.

Segundo profissionais do mercado, o comunicado apresentado pela autoridade monetária norte-americana, explicando os motivos da decisão, foi recebido como indicativo de que o início de um ciclo de aperto monetário no país ainda vai levar algum tempo para começar.

"Não deve haver alta dos juros antes de sinais de melhoria na atividade. A decisão deve acalmar a bolsa e o mercado de juros", avaliou em relatório José Francisco de Lima Gonçalves, economista-chefe do banco Fator.

Na Bovespa, o setor bancário liderou os ganhos, na esteira de mais resultados trimestrais expressivos. O Itaú, que reportou lucro de 2,04 bilhões de reais patrocinado por crescimento expressivo da carteira de crédito, viu suas ações preferenciais subirem 4,4 por cento, para 33,20 reais.

As preferenciais do Bradesco avançaram 3,0 por cento, para 31,39 reais. O maior banco privado brasileiro abriu a temporada de balanços trimestrais do setor na segunda-feira, também com lucro recorrente recorde.

O Unibanco, que divulga resultados na quinta-feira, teve alta de 3,5 por cento em suas units, a 20,25 reais.

O petróleo mais uma vez foi uma das principais bússolas do Ibovespa. Seguindo a tendência recente, o barril da commodity voltou a cair, desta vez para a casa dos 118 dólares, em meio ao crescente temor de queda na demanda.

De um lado, o movimento provocou mais uma disparada das ações de companhias aéreas. As preferenciais da Gol deram um salto de 16,2 por cento, a 19,10 reais, o melhor desempenho do Ibovespa.

Logo atrás, as preferenciais da TAM ganharam 7,2 por cento, a 34,20 reais.

De outro, as preferenciais da Petrobras perderam mais 2,1 por cento, para 32,20 reais.

Mesmo com o mau desempenho internacional de commodities, as ações preferenciais da Vale se recuperaram no final, fechando com alta de 0,95 por cento, a 36,04 reais.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below