5 de Março de 2008 / às 10:31 / em 10 anos

RPT-McCain vence disputa pela nomeação republicana

(Repete texto publicado na madrugada desta quarta-feira)

Por John Whitesides

WASHINGTON, 5 de março (Reuters) - John McCain conquistou a nomeação pelo Partido Republicano para disputar a Presidência dos Estados Unidos com quatro grandes vitórias nesta terça-feira que fizeram o seu rival, o ex-governador de Arkansas Mike Huckabee, desistir da corrida pela Casa Branca.

As vitórias em Vermont, Ohio, Texas e Rhode Island deram a McCain mais do que os 1.191 delegados necessários para vencer a nomeação, de acordo com a contagem feita pela mídia.

No seu discurso triunfal após as projeções, McCain afirmou que o próximo presidente dos EUA precisará explicar como acabar com a guerra no Iraque sem exacerbar um conflito sectário que poderia desestabilizar o Oriente Médio.

Ele também disse que ajudaria a melhorar a economia norte-americana e a fortalecer o crescimento dos empregos ao promover impostos menores, menos regulações do governo e a reduzir o protecionismo.

“Vou deixar para o meu oponente dizer que eles podem impedir as empresas e os empregos de ir para o exterior ao dificultar para que elas façam negócios aqui em casa. Nós vamos fazer campanha para fortalecer o crescimento dos empregos na América ao ajudar as empresas a se tornarem mais competitivas com taxas menores e menos regulação”, afirmou ele.

O presidente norte-americano, George W. Bush, deve declarar apoio ao senador do Arizona na quarta-feira.

Mais cedo, o rival de McCain desistiu da disputa.

“Eu farei todo o possível para unir nosso partido”, disse Huckabee a seus partidários em Irving, Texas, dizendo que telefonou para McCain para parabenizá-lo pela vitória.

Na corrida democrata, Barack Obama teve uma vitória fácil em Vermont e a rival Hillary Clinton venceu em Rhode Island em meio à luta dela para salvar sua candidatura presidencial nesta terça-feira, nos Estados de Ohio e Texas.

A vitória de Hillary em Rhode Island quebrou a série de 12 triunfos seguidos de Obama no duelo para decidir quem terá a nomeação democrata para enfrentar McCain na eleição presidencial em novembro.

A senadora por Nova York está sob pressão para vencer nos dois maiores Estados na disputa desta terça-feira, Ohio e Texas, para manter vivas as suas aspirações presidenciais e prolongar a disputada campanha com Obama.

O comparecimento foi pesado em todos os quatro Estados e as campanhas de Obama, senador de Illinois, e Hillary trocaram acusações de irregularidades nas urnas tanto em Ohio como no Texas. Um juiz de Ohio cedeu a um pedido da campanha de Obama para estender a votação em algumas áreas da região de Cleveland.

De acordo com as contagens iniciais, Obama tinha uma pequena vantagem no Texas.

Para Hillary, vitórias nos dois grandes Estados em disputa reanimariam sua campanha e direcionariam a corrida para o próximo grande desafio --Pensilvânia, em 22 de abril.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below