6 de Outubro de 2008 / às 10:31 / em 9 anos

RPT-Paes explora aliança com Lula e Gabeira busca esquerda

(Repete matéria publicada na noite de domingo)

RIO DE JANEIRO, 6 de outubro (Reuters) - Confirmados no segundo turno das eleições para a prefeitura do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB) e Fernando Gabeira (PV) já sinalizaram no domingo as estratégias que usarão na disputa.

O candidato do PMDB vai explorar o discurso de romper o que chamou de isolamento político da cidade, que teria ficado afastada dos governos estadual e federal na última gestão.

“Essa candidatura significa a base do presidente Lula que passou para o segundo turno”, afirmou Paes em coletiva de imprensa no comitê de sua campanha logo após a divulgação do resultado.

Fernando Gabeira, por sua vez, anunciou que buscará se aproximar dos eleitores de esquerda, que se distribuíram por vários candidatos na primeira fase.

Aliado ao PSDB, Gabeira sabe que enfrenta resistência dos partidos de esquerda, mas sua estratégia não passará pelo apoio formal das legendas.

“Existem os partidos de esquerda, com as suas direções, e os eleitores de esquerda. Evidentemente vou procurar os eleitores de esquerda. O processo do segundo turno não vai ser uma busca para acrescentar letras à minha coligação”, disse a jornalistas após a confirmação de sua passagem ao segundo turno.

PICUINHAS

Perguntado sobre seu passado como opositor do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, o que poderia ser um inconveniente para a base aliada no segundo turno, Paes respondeu apenas que não pautará a agenda da cidade por picuinhas.

“O presidente Lula tem sido um parceiro do Rio de Janeiro, um presidente que tem ajudado muito essa cidade... A cidade não pode continuar sendo alvo de picuinhas políticas”.

O peemedebista disse que negociará com todas as forças políticas do Rio para compor suas alianças nesta nova etapa.

Ele rejeitou, porém, o apoio do atual prefeito e ex-aliado político César Maia, do DEM. “Certamente, ele não será minha prioridade”, disse o candidato, que criticou a forma de gestão do antigo padrinho político. “Chega de governar isolado, dialogando com o computador”, afirmou.

Sobre o candidato Fernando Gabeira, que cresceu na reta final da campanha e ultrapassou Marcelo Crivella (PRB), considerado um adversário mais fraco no segundo turno, o peemedebista disse que não fará ataques contra ele na sua campanha, levantando questões como a legalização das drogas. “Todos nós já defendemos nossas teses e tivemos nossas posições...Vou discutir os problemas da cidade.”

Perguntado se a evolução da candidatura de Gabeira o impressionou, Paes garantiu: “O único crescimento que me animou foi o meu, porque saí da quarta, quinta colocação para o primeiro lugar”, respondeu.

ZONA OESTE

Gabeira classificou sua chegada ao segundo turno como uma vitória dos cariocas, mas não a considerou o momento mais importante da sua carreira política.

“Tenho uma carreira política muito longa. Já estive no exílio e a volta ao Brasil também foi muito importante. Hoje é apenas o momento mais importante da minha carreira político-eleitoral”, afirmou.

O candidato do PV adiantou que outra estratégia para a segunda fase das eleições será fortalecer a presença na zona oeste, reduto eleitoral do rival.

“Tudo que prevíamos se confirmou de certa maneira. Em algumas áreas, mesmo com a superação que conseguimos, com 13 por cento na zona oeste, acho que podemos melhorar mais”, disse Gabeira, destacando sua votação nas zonas sul e norte do Rio, onde vivem os moradores de classe média e os formadores de opinião da cidade.

Com 99,99 por cento dos votos apurados, Eduardo Paes teve 31,98 por cento dos votos válidos e Fernando Gabeira, 25,71 por cento. Marcelo Crivella ficou com 19,06 e Jandira Feghalli (PCdoB), com 9,79.

Em seguida, ficaram Alessandro Molon (PT), com 4,97 por cento; Solange Amaral (DEM), 3,92; Chico Alencar (PSOL), 1,81; Paulo Ramos (PDT), 1,80; Filipe Pereira (PSC), 0,54: Vinicius Cordeiro (PTdoB), 0,41; Eduardo Serra (PCB), 0,08, e Antonio Carlos (PCO), 0,03.

Reportagem de Carla Marques e Rodrigo Viga Gaier, Edição de Mair Pena Neto

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below