6 de Outubro de 2008 / às 21:10 / em 9 anos

ATUALIZA-Eleições reforçam protagonismo do PT, PSDB e PMDB-Genro

(Texto atualizado com declarações e contexto)

BRASÍLIA, 6 de outubro (Reuters) - O resultado do primeiro turno das eleições municipais demonstra uma alteração da dinâmica política nacional, afirmou nesta segunda-feira o ministro da Justiça, Tarso Genro.

Para o ministro, PT, PSDB e PMDB passarão a ter maior protagonismo na vida política. Genro não mencionou quem teria saído do cenário, mas ficou evidente a referência ao DEM, partido de oposição ao governo, que só tem a possibilidade de eleger um prefeito nas capitais.

“Isso não diminui a importância dos outros partidos, mas evidentemente sinaliza um novo tipo de polarização e organização do debate político no país”, disse a jornalistas, após cerimônia no Superior Tribunal de Justiça.

O ministro afirmou ainda que o país deveria aproveitar o ambiente criado pelas eleições para realizar uma reforma política. Segundo Genro, só assim os partidos seriam mais fortalecidos e passariam a ter uma vocação nacional.

No entender do ministro, as alianças regionais demonstraram a ausência de partidos nacionais fortes, pois em cada região do país as legendas formaram alianças diferentes.

“Isso significa que há uma predominância ainda das questões regionais e que os partidos não têm uma identidade nacional firme. Isso leva o sistema político ao esgotamento”, avaliou.

PORTO ALEGRE

Genro disse esperar que a esquerda se una para apoiar a deputada Maria do Rosário, candidata petista à prefeitura de Porto Alegre. A parlamentar superou as também deputadas Manuela D’Ávila (PCdoB) e Luciana Genro PSOL) e disputa o segundo turno com José Fogaça (PMDB), que tenta a reeleição. Luciana é filha do ministro da Justiça.

Segundo Genro, se somadas as votações das três candidatas, a esquerda tem praticamente o mesmo número de eleitores da centro-direita, que é representada por Fogaça.

“A esquerda só se unia na cadeia. Nós esperamos agora que se una no segundo turno. Já será um grande avanço”, ironizou o ministro, garantindo que continuará ajudando na campanha da correligionária.

Além da “vitória extraordinária” de Rosário, ressaltou o ministro, o PT gaúcho comemora o aumento do número de prefeituras no Rio Grande do Sul e na região metropolitana de Porto Alegre.

O ministro da Justiça disse ainda que não está decepcionado com o resultado da eleição de São Paulo, onde o prefeito Gilberto Kassab (DEM) conquistou o primeiro lugar. Marta Suplicy (PT), apesar de aparecer na véspera como líder, segundo as pesquisas, ficou na segunda colocação. Os dois disputam o segundo turno no dia 26.

“São dois candidatos fortes, que têm um enraizamento muito forte na sociedade paulista”, comentou.

Reportagem de Fernando Exman; Edição de Mair Pena Neto

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below