7 de Fevereiro de 2008 / às 20:27 / 10 anos atrás

PANORAMA2-BCs europeus reagem a desaceleração, NY fica volátil

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 7 de fevereiro (Reuters) - A desaceleração econômica começou a incomodar os bancos centrais da Europa. A resposta, nesta quinta-feira, veio com um corte de juro na Grã-Bretanha e uma sinalização de afrouxamento monetário pelo Banco Central Europeu (BCE).

O Federal Reserve já reduziu o juro básico norte-americano em 2,25 pontos percentuais desde setembro --epicentro da atual turbulência financeira. Na Europa, Jean-Claude Trichet, presidente do BCE, lembrou que a inflação ainda preocupa e a decisão foi de manter o juro desta vez, em 4,0 por cento.

Mas a indicação de que os juros europeus podem cair já foi suficiente para abalar o euro, que recuou frente ao dólar.

Os principais índices de Wall Street operavam com volatilidade e chegaram a exibir alta diante do interesse de investidores nos preços considerados baixos de algumas ações após três dias consecutivos de queda.

A instabilidade externa se refletiu no mercado de câmbio no Brasil e na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

No mercado de juros, a maioria das taxas recuou com a inflação mais suave do que o previsto em São Paulo em janeiro. Segundo a Fipe, o Índice de Preços ao Consumidor desacelerou de 0,82 por cento em dezembro para 0,52 por cento.

Veja como encerraram os principais mercados nesta quinta-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,758 real, em alta de 0,34 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 2,35 bilhões de dólares.

BOLSA .BVSP

O Ibovespa encerrou praticamente estável, a 58.965 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 5,66 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

A menos de uma hora do fechamento, o índice de principais ADRs brasileiros operava em alta de 1,7 por cento, aos 34.226 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) fecharam em baixa na BM&F. O DI janeiro de 2009 caiu a 12,00 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 recuou a 11,40 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, recuava para 133,5 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,49 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil cedia 9 pontos, a 256 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 269 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

Às 18h20 (horário de Brasília), o índice Dow Jones .DJI operava estável, a 12.200 pontos. O Nasdaq .IXIC cedia 0,22 por cento, para 2.283 pontos. O índice S&P 500 .SPX subia 0,35 por cento, aos 1.331 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS US10YT=RR

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia para 3,73 por cento no final da tarde ante 3,61 por cento na quarta-feira.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Reportagem adicional de Daniela Machado e Claudia Pires; Edição de Daniela Machado

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below