April 7, 2008 / 8:41 PM / in 10 years

PANORAMA2-Projeção de alta do juro ganha força em dia morno

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 7 de abril (Reuters) - Ainda falta mais de uma semana para a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), mas a certeza dos agentes quanto a uma alta da Selic foi o principal assunto do mercado brasileiro nesta segunda-feira, em um dia de poucas emoções no cenário internacional.

O relatório Focus do Banco Central, que toda semana traz as projeções do mercado, mostrou que os investidores já esperam uma elevação do juro básico em 16 de abril —em linha com a tendência precificada na curva de juros futuros.

A consolidação da expectativa de aumento foi corroborada pela alta da inflação medida pelo IGP-DI em março. Segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), a alta do índice passou de 0,38 por cento em fevereiro para 0,70 por cento no mês passado.

Essas notícias puxaram ainda mais as projeções de juros na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). As taxas, porém, caminharam na contramão de um dia tranquilo no exterior.

As bolsas norte-americanas passaram a maior parte do dia em alta, otimistas com a possibilidade de que o Washington Mutual (WM.N), maior associação de poupança e empréstimo dos Estados Unidos, levante 5 bilhões de dólares em capital.

O comportamento benigno dos ativos estrangeiros favoreceu o dólar, que caiu pelo quinto dia seguido. Somente no final do dia as bolsas norte-americanas perderam o fôlego, o que ajudou a virar a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) para um fechamento negativo.

Veja como encerraram os principais mercados nesta segunda-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,704 real, em baixa de 0,35 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 2,858 bilhões de dólares.

BOLSA .BVSP

O Ibovespa caiu 0,42 por cento, a 64.175 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de cerca de 5 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em alta de 0,59 por cento, aos 38.249 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) fecharam em alta na BM&F. O DI janeiro de 2009 subiu a 12,36 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 avançou a 13,18 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 135 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,2 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil recuava 6 pontos, a 259 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 284 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones .DJI teve variação positiva de 0,02 por cento, a 12.612 pontos. O Nasdaq .IXIC caiu 0,26 por cento, para 2.364 pontos. O índice S&P 500 .SPX avançou 0,16 por cento, para 1.372 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS US10YT=RR

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caía e o rendimento avançava para 3,56 por cento no final da tarde.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Reportagem adicional de Aluísio Alves e Fabio Gehrke; Edição de Vanessa Stelzer

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below