8 de Outubro de 2008 / às 18:27 / 9 anos atrás

BOLSA EUROPA-Índice vai a menor nível em 5 anos apesar de BCs

(Texto atualizado com mais informações e fechamento oficial)

Por Sarah Marsh

FRANKFURT, 8 de outubro (Reuters) - As ações européias despencaram e fecharam os negócios de quarta-feira no menor patamar em quase cinco anos, depois de uma sessão bastante volátil, praticamente ignorando os cortes coordenados de juro anunciados pelos principais bancos centrais do mundo.

O índice FTSEurofirst 300 .FTEU3, que acompanha as principais ações européias, fechou em queda de 6,3 por cento, a 940,78 pontos --o menor patamar de fechamento desde 17 de dezembro de 2003. Na semana, o indicador já se desvalorizou 13,6 por cento.

O índice chegou a cair quase 8 por cento no início dos negócios, mas zerou boa parte das perdas logo após o anúncio dos BCs. Mas a recuperação não se sustentou, e o indicador voltou a cair.

O Federal Reserve dos Estados Unidos liderou uma ação conjunta de cortes das taxas básicas de juro nesta quarta-feira e cortou o juro norte-americano em 0,5 ponto percentual, assim como fez o Banco Central Europeu (BCE). O Banco da Inglaterra e os bancos centrais da Suíça, China, Canadá e Suécia também cortaram suas taxas.

"Este é um importante sinal de que bancos centrais estão se esforçando, de que eles pretendem fazer tudo a fim de corrigir o que está acontecendo no mercado", disse Annika Winsth, analista do Nordea, em Estocolmo.

"Mas não é o suficiente para resolver os problemas... mais medidas serão necessárias."

O setor bancário foi o que resgistrou as maiores perdas do índice, com o Anglo Irish Bank ANGL.I caindo 15,6 por cento, o Deutsche Bank (DBKGn.DE) fechando em queda de 10,7 por cento e o Banco Santander (SAN.MC) se desvalorizando em 5,8 por cento.

Ações de bancos britânicos reagiram positivamente, de maneira geral, ao pacote de ajuda anunciado pelo governo, com o HBOS HBOS.L subindo 24,5 por cento, e o Royal Bank of Scotland (RBS.L) fechando em alta de 0,8 por cento.

As ações de commodities também pesaram no índice, seguindo quedas no petróleo e em metais básicos, com os papéis da BHP Billiton (BLT.L) caindo 10,5 por cento, da Rio Tinto (RIO.L) se desvalorizando 9,9 por cento e da Antofagasta (ANTO.L) com perda de 8,4 por cento.

Como nos últimos dias, as ações da montadora alemã Volkswagen (VOWG.DE) se destacavam entre as altas, com ganho de 2,5 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times .FTSE fechou em queda de 5,18 por cento, a 4.366 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX .GDAX caiu 5,88 por cento, para 5.013 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 .FCHI recuou 6,31 por cento, para 3.496 pontos.

Em MILÃO, o índice Mibtel .MIBTEL encerrou em baixa de 5,72 por cento, a 16.793 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 .IBEX registrou queda de 5,2 por cento, para 10.297 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 .PSI20 teve desvalorização de 3,64 por cento, para 6.620 pontos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below