9 de Abril de 2008 / às 14:51 / em 10 anos

Codelco procura parceiros para exploração de reservas

SANTIAGO (Reuters) - A estatal chilena Codelco, maior produtora mundial de cobre, espera que outros participantes da indústria mundial anunciem descobertas de reservas significativas do mineral nos próximos anos, e afirmou que busca parceiros para a exploração de jazidas.

“As descobertas estão sendo feitas, mas nenhuma delas foi tornada pública, porque há um intervalo”, disse à Reuters o geólogo da unidade de exploração da Codelco, Sergio Rivera,durante a conferência de cobre CESCO/CRU, no Chile.

“Há algumas grandes”, acrescentou. “As que estão aparecendo não são descobertas da Codelco, foram feitas por outras companhias ... principalmente em locais já explorados.”

Rivera, que trabalha essencialmente na exploração dos Andes pela Codelco, acredita que há grandes jazidas na Europa, Turquia, Paquistão e Austrália.

No entanto, a turbulência e os combates políticos em locais como o Paquistão atrasam as descobertas no momento.

“Isso é uma limitação. E é isso que chama a atenção para a faixa andina”, disse Rivera.

A Codelco, que opera no Chile, no México e no Brasil, busca constantemente por parceiros para a exploração. Recentemente, a companhia firmou um acordo com a Rio Tinto, empresa que, segundo Rivera, possui um vasto histórico de exploração.

“No Chile, existe uma política bastante agressiva na busca de parcerias para a Codelco”, acrescentou.

“Quando você explora, gera alguns projetos adequados para a Codelco e alguns que não estão numa escala correta. Para estes, a companhia possui uma política e uma lei que permite alianças com outras empresas.”

A Codelco gasta de 30 milhões a 35 milhões de dólares por ano em exploração, sendo aproximadamente 20 milhões deste orçamento apenas no Chile.

A produção de cobre da Codelco em 2007, excluindo a participação da empresa na mina de El Abra, foi de 1,583 milhão de toneladas, 5,5 por cento menor do que as 1,676 milhão de toneladas registradas em 2006. A mineradora espera níveis de produção similares aos de 2007 neste ano.

Por Simon Gardner

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below