9 de Outubro de 2008 / às 15:52 / 9 anos atrás

COSAN diz que dólar mais forte eleva sua receita

Por Inaê Riveras

SÃO PAULO, 9 de outubro (Reuters) - A forte queda do real ante o dólar deve ampliar a receita para o atual ano fiscal da Cosan SA, um dos maiores grupos produtores de açúcar e álcool do Brasil, disse a empresa na quinta-feira.

A Cosan (CSAN3.SA) afirmou que a receita operacional total líquida deve subir mais de 30 por cento no ano fiscal entre maio e abril ante o ano anterior. A empresa esperava anteriormente um aumento de receita de 15 a 30 por cento.

Mas ela manteve suas expectativas de uma alta de 30 por cento de seu prejuízo líquido ante os 48 milhões de reais do ano passado, devido ao impacto da queda do real no principal de sua dívida de longo prazo denominada em dólar.

"No geral, o novo guidance ressalta o forte impacto que a taxa de câmbio tem sobre os resultados da Cosan, principalmente nas suas receitas de exportação", disse a empresa em comunicado.

Para exportadores, um dólar mais forte significa mais ganhos quando as vendas no exterior são convertidas para a moeda local.

Em meio à crise financeira global, o real caiu quase 30 por cento contra o dólar desde o início de agosto.

A Cosan elevou sua estimativa para taxa de câmbio no final do ano para mais de 30 por cento, ante 30 de abril de 2008, comparado com uma expectativa de aumento anterior de até 5 por cento.

A previsão é de que os preços do açúcar em reais subam mais de 30 por cento ante a temporada anterior, contra 5 a 15 por cento estimados anteriormente. Os preços do álcool podem subir 15 a 30 por cento, disse a Cosan, que não esperava que eles subissem mais de 15 por cento.

A maior parte da produção de açúcar da Cosan é vendida para o exterior, enquanto que a de álcool é para o mercado doméstico.

A Cosan também reduziu sua orientação em gastos de capital operacional -- investimento em ativos de longo prazo -- para um aumento de 5 a 15 por cento. Anteriormente, a empresa esperava que seu capex subisse 15 a 30 por cento.

"Reduzimos o guidance para capex operacional... repriorizando os investimentos de forma a preservar o nível de liquidez planejado do grupo face as turbulências da crise financeira mundial", disse o comunicado.

A empresa anunciou planos de construir unidades de greenfield, ampliar as usinas existentes e investir em cogeração e logística. A Cosan quer mais do que dobrar a capacidade de moagem para até 100 milhões de toneladas, ante 40 milhões atualmente.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below