11 de Junho de 2008 / às 14:59 / em 9 anos

BOVESPA-Vale e Wall Street conduzem índice à quarta queda

SÃO PAULO, 11 de junho (Reuters) - Após um movimento indefinido na abertura, a Bolsa de Valores de São Paulo retoma tendência dos últimos dias e, puxada pelas ações da Vale e pela influência negativa de Wall Street, caminha para a quarta queda consecutiva.

Às 11h51, o Ibovespa .BVSP apontava desvalorização de 0,9 por cento, aos 67.163 pontos. O giro financeiro era de 1,55 bilhão de reais.

As ações ordinárias da Vale (VALE3.SA) caíam 2,02 por cento, a 57,22 reais; enquanto as preferenciais da mineradora (VALE5.SA) tinham queda de 1,09 por cento, valendo 48,09 reais.

De acordo com analistas, a oferta pública primária para captar até 15 bilhões de dólares, anunciada na terça-feira pela Vale, é positiva para a estratégia de expansão da companhia, mas deve trazer incertezas no curto prazo, já que não se sabe o tamanho de uma eventual aquisição, que poderia elevar o grau de alavancagem da empresa.

“Não há como analisar de forma mais profunda o impacto da operação”, disse em relatório o analista Alan Cardoso, da Prosper Corretora.

No conjunto do mercado, pesava a baixa dos índices das bolsas nova-iorquinas, em meio à alta dos preços do petróleo CLc1, que reforça o temor de escalada inflacionária nos Estados Unidos. O índice Dos Jones .DJI declinava 1,14 por cento.

O salto do barril de petróleo para cima dos 133 dólares, permitia leve recuperação das ações preferenciais da Petrobras (PETR4.SA), as de maior peso no Ibovespa, que subiam 0,35 por cento, a 46,15 reais.

ESTRANGEIROS

Dados da Bovespa apontam que a saída líquida de recursos de investidores estrangeiros do mercado acionário somou 2,1 bilhões de reais nos primeiros seis dias de junho. Desde 20 de maio, data em que o Ibovespa atingiu sua máxima histórica de 73.516 pontos, os resgates líquidos feitos pelos investidores não residentes já chegam a 5,4 bilhões de reais.

Neste período, o Ibovespa registra variação negativa superior a 5 por cento. “Por enquanto, predomina a realização de lucros nas operações dos estrangeiros”, disse André Hannah, operador da corretora Interfloat.

Reportagem de Aluísio Alves; Edição de Alberto Alerigi Jr.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below