12 de Agosto de 2008 / às 10:52 / em 9 anos

Brasil diz que ainda há pequena chance de retomada de Doha

PARIS (Reuters) - Um acordo comercial global ainda é possível se os líderes mundiais trabalharem rapidamente apesar do fracasso da Rodada de Doha no mês passado, disse o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim.

O Brasil tem tentado reiniciar as conversações na Organização Mundial do Comércio desde o fracasso resultante de diferenças sobre propostas para mecanismos de proteção de importação em países em desenvolvimento.

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem a sensação de que ainda há uma pequena chance de concluir essas negociações”, disse Amorim em entrevista ao jornal francês Le Monde desta terça-feira.

“Não será algo indolor para todos, mas temos que agir rapidamente, marcar uma reunião para meados de setembro, em Brasília ou em algum outro lugar, antes que fatores políticos --como as eleições nos EUA e na Índia-- interfiram ainda mais.”

“Se retomarmos as negociações rapidamente, provavelmente continuaremos de onde paramos... Mas se a retomada ocorrer em 2 ou 3 anos, eu temo que os reflexos de novos cálculos e protecionismo terão tempo de colocar em questão todos os acordos aos quais chegamos.”

Por James Mackenzie

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below