12 de Agosto de 2008 / às 21:08 / 9 anos atrás

BOVESPA-Mineração e bancos levam índice a 4a queda consecutiva

(Texto atualizado com mais informações e fechamento oficial)

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO, 12 de agosto (Reuters) - O mau desempenho de ações dos setores financeiro e de siderurgia se sobrepôs ao efeito positivo da Petrobras na Bolsa de Valores de São Paulo, que emendou a quarta queda seguida.

O Ibovespa .BVSP caiu 0,4 por cento nesta terça-feira, para 54.502 pontos, atingindo nova mínima desde janeiro.

Numa sessão de volatilidade, intensificada pela proximidade dos vencimentos de contratos futuros, o giro financeiro na bolsa somou 5,19 bilhões de reais.

Segundo profissionais do mercado, mesmo com a recuperação dos preços de commodities metálicas no mercado internacional, os investidores passaram a temer que a queda recente desses produtos leve as empresas do setor a ter que renegociar preços com seus clientes, atingindo negativamente as receitas.

Diante disso, o setor teve outro dia no vermelho. As ações preferenciais da Gerdau Metalúrgica (GOAU4.SA) puxaram a fila de perdas, caindo 3,6 por cento, a 37,60 reais. As preferenciais da Usiminas (USIM5.SA) cederam 3,04 por cento, para 55,90 reais.

Em outra frente, o setor financeiro doméstico foi contaminado pelo pessimismo de Wall Street com grandes bancos dos Estados Unidos, diante da notícia de que o JP Morgan registrou mais 1,5 bilhão de dólares em perdas, devido à crisde de crédito no país.

O mais penalizado do segmento na Bovespa foi o Banco do Brasil (BBAS3.SA), que recuou 3,4 por cento, para 21,80 reais.

O contraponto veio da Petrobras, que recebeu unânime aprovação de analistas aos seus resultados do segundo trimestre, acima das previsões.

SETOR ELÉTRICO

Bancos e corretoras reforçaram a recomendação de compra para as ações preferenciais da companhia (PETR4.SA), que subiram 1,1 por cento, a 33,07 reais.

Desta vez, até o mercado de petróleo, que costuma referenciar os negócios com essas ações, ficou em segundo plano. O barril da commodity CLc1 caiu para 113 dólares em Nova York, encontrando novas mínimas desde maio.

“O balanço foi o fiel da balança para as ações”, disse Luiz Roberto Monteiro, assessor de investimentos da corretora Souza Barros.

O setor elétrico teve um dia de recuperação. As ações preferenciais da Cesp CESP6.SA deram um salto de 6,4 por cento, a 27,65 reais, seguidas pelas preferenciais da Eletropaulo ELPL4.SA, com alta de 3,0 por cento, a 34,00 reais.

Em relatório, o Unibanco considerou que o setor foi excessivamente atingido por realização de lucros e recomendou compra.

“Na nossa opinião, essas ações estão prontas para uma reação rápida”, escreveu o analista Marcos Severine.

Edição de Daniela Machado

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below