13 de Março de 2008 / às 10:43 / em 10 anos

PANORAMA1-Mercado espera ata do Copom para calibrar apostas

SÃO PAULO, 13 de março (Reuters) - Os investidores digerem nesta quinta-feira a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) de posse de vários indicadores que confirmam o aquecimento da economia.

Para analistas, foi a força da atividade doméstica que fez o colegiado do Banco Central manter o juro básico em 11,25 por cento ao ano pela quarta vez apesar do alívio da inflação.

Como a decisão da semana passada foi unânime, os economistas contam com a ata para calibrar as apostas sobre os próximos passos do Copom.

Além disso, o mercado digere as medidas anunciadas pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, na tentativa de frear a valorização do real.

COMMODITIES E ENERGIA

O presidente-executivo da Vale (VALE5.SA), Roger Agnelli, deve realizar uma apresentação em seminário mundial sobre siderurgia promovido pela CRU, no Rio de Janeiro. Investidores estarão atentos a qualquer nova declaração sobre o andamento das negociações para a eventual aquisição da mineradora anglo-suíça Xstrata.

Em São Paulo, a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec) anuncia os números do setor nos dois primeiros meses do ano. Há expectativa sobre eventuais impactos do bloqueio europeu às vendas de carne bovina brasileira.

No final do dia, após o fechamento dos mercados, a Cosan (CSAN3.SA) divulga seus resultados.

EMPRESAS

Embraer (EMBR3.SA) divulga no final do dia resultado do quarto trimestre e acumulado de 2007. A companhia tem previsão de entregas de 195 a 200 jatos em 2008. Na quarta-feira, a empresa anunciou que a libanesa M1 Travel confirmou três opções de compra de aviões modelo 190 em acordo avaliado em 112,5 milhões de dólares a preços de tabela.

Nos EUA, a agenda de balanços é fraca e na Europa saem os números da Volkswagen (VOWG.DE).

Veja como encerraram os principais ativos na quarta-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,674 real, em baixa de 0,59 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 3,879 bilhões de dólares.

BOLSA .BVSP

O Ibovespa encerrou em queda de 0,31 por cento, a 62.176 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 5,3 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em queda de 0,10 por cento, aos 37.091 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) fechou em alta na BM&F. O DI janeiro de 2009 subiu a 12,02 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 foi a 12,81 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 133,375 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,47 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil subia a 273 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 298 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones .DJI caiu 0,38 por cento, a 12.110 pontos. O Nasdaq .IXIC recuou 0,53 por cento, para 2.243 pontos. O índice S&P 500 .SPX cedeu 0,90 por cento, aos 1.308 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS US10YT=RR

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subia e o rendimento caía para 3,47 por cento no final da tarde.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Por Daniela Machado, Marcelo Teixeira e Alberto Alerigi Jr.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below