14 de Julho de 2008 / às 20:40 / 9 anos atrás

PANORAMA2-Socorro a hipotecas não sustenta mercado nos EUA

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 14 de julho (Reuters) - Durou pouco o ânimo do mercado com o socorro às principais agências de hipotecas dos Estados Unidos.

O índice Dow Jones .DJI caiu neste pregão e voltou a ameaçar a marca de 11 mil pontos. A avaliação de risco dos países emergentes continuou a subir 11EMJ.

O clima era outro no começo da sessão. No domingo, o Tesouro norte-americano e o Federal Reserve anunciaram medidas para facilitar o crédito à Fannie Mae FNM.N e à Freddie Mac FRE.N, que juntas detêm ou fazem a garantia de cerca de 5 trilhões de dólares em hipotecas.

Mas a preocupação com a saúde do setor financeiro, em crise há quase um ano, falou mais alto.

As ações das duas empresas caíram mais de 5 por cento com o temor dos investidores sobre o futuro dos papéis, que perderiam valor caso o governo efetivamente assumisse uma parte.

O mercado reagiu também ao colapso do banco Indymac Bancorp IMB.N, que na sexta-feira teve o controle assumido por órgãos reguladores nos EUA.

No Brasil, a principal repercussão da turbulência ficou com o mercado de juros, que viu as taxas subirem na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). O dólar, blindado pelo ingresso de capitais, voltou a ser cotado abaixo de 1,60 real.

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) também destoou do clima ruim no exterior, puxado pelas ações da AmBev AMBV4.SA, da Vale (VALE5.SA) e da Petrobras (PETR4.SA).

Veja como encerraram os principais mercados nesta segunda-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,595 real, em baixa de 0,44 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 3,2 bilhões de dólares.

BOLSA .BVSP

O Ibovespa subiu 0,95 por cento, a 60.720 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 4,3 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em alta de 0,34 por cento, aos 36.685 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) fecharam em alta na BM&F. O DI janeiro de 2009 subiu a 13,42 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 avançou a 15,13 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, recuava para 131,31 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,59 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil avançava 7 pontos, a 248 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 309 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones .DJI recuou 0,41 por cento, a 11.055 pontos. O Nasdaq .IXIC caiu 1,17 por cento, para 2.212 pontos. O índice S&P 500 .SPX perdeu 0,90 por cento, aos 1.228 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS US10YT=RR

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subia e o rendimento caía para 3,86 por cento no final da tarde ante 3,97 por cento na sexta-feira.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Reportagem adicional de Aluísio Alves; Edição de Daniela Machado

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below