for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Lehman pede proteção contra falência e planeja vender unidades

NOVA YORK (Reuters) - O banco de investimento Lehman Brothers pediu proteção contra falência, tornando-se a maior e mais graduada vítima até aqui da crise global de crédito.

O pedido feito nesta segunda-feira, com base no Capítulo 11 da legislação sobre falências, não inclui as operações de corretagem e outras unidades, como a firma de asset management Neuberger Berman.

Esses negócios continuarão operando, ainda que se espere que o Lehman os liquide. A instituição afirmou que está em negociações avançadas para vender sua divisão de gestão de investimentos.

O Lehman é um dos maiores bancos de investimento a entrar em colapso desde 1990, quando o Drexel Burnham Lambert pediu proteção contra falência em meio a um colapso do mercado de bônus de maior risco (junk).

Reportagem de Dan Wilchins

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up