October 23, 2007 / 3:25 AM / 11 years ago

Preocupação com crédito pressiona bolsas na Ásia

Por Ian Chua

Homem boceja em bolsa de Nanjing, na China, dia 15 de outubro. As bolsas de valores da Ásia encerraram a segunda-feira em alta, enquanto o dólar manteve-se firme. Photo by Sean Yong

HONG KONG (Reuters) - As ações do setor financeiro pressionaram os mercados asiáticos nesta terça-feira depois que um balanço trimestral fraco do Citigroup ajudou a retomar as preocupações sobre os mercados de crédito. A queda foi minimizada por alta nos preços do petróleo que ajudou a incentivar algumas petrolíferas.

Às 7h40 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne os mercados da região Ásia-Pacífico menos o Japão exibia queda de 1,3 por cento, a 560,79 pontos. Na segunda-feira, o MSCI subiu quase 1 por cento ficando perto do recorde definido na quinta-feira passada. As ações foram incentivadas por dados positivos do setor de varejo norte-americano.

Mas o balanço do Citigroup lançou sombras sobre o cenário econômico dos Estados Unidos. O maior banco do país divulgou queda de 57 por cento no lucro do terceiro trimestre e informou que as condições de crédito ao consumidor no país vão provavelmente enfraquecer neste trimestre depois que o volume de inadimplências de hipotecas aumentou.

“Quando nomes como o Citigroup aparecem e dizem que ainda há motivos para preocupação há uma resposta negativa e somente o tempo irá reduzir esses temores”, disse Martin Arnold, economista da CommSec, na Austrália.

Depois que os mercados norte-americanos fecharam, o presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, disse que os mercados financeiros dos EUA estão mais fortes, mas a recuperação levará tempo.

Apesar disso, investidores venderam ações do maior banco do Japão, Mitsubishi UFJ Financial Group, que despencou 6 por cento, e do sul-coreano Kookmin Bank, que recuou 2,2 por cento. Enquanto isso, na Austrália, o Macquarie Bank e o National Australia Bank perderam cada um 1,2 por cento na sessão.

A bolsa de TÓQUIO fechou em queda de 1,27 por cento, a 17.137 pontos. Na Coréia do Sul, a bolsa de SEUL caiu 1,46 por cento, para 2.005 pontos.

Em HONG KONG, o mercado recuou 1,98 por cento, a 28.954 pontos e em XANGAI os negócios foram na contra-mão, encerrando em alta de 1,03 por cento, a 6.092 pontos. O mercado em TAIWAN acompanhou Xangai e subiu 0,78 por cento.

CINGAPURA caiu 1,33 por cento e SYDNEY registrou desvalorização de 0,7 por cento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below