17 de Novembro de 2007 / às 14:01 / em 10 anos

Federer arrasa Nadal e chega à final em Xangai

Por Alastair Himmer

<p>O n&uacute;mero um do t&ecirc;nis no mundo, o su&iacute;&ccedil;o Roger Federer, arrasou o espanhol Rafael Nadal por 6-4 e 6-1 e chegou neste s&aacute;bado &agrave; final da Masters Cup, torneio que encerra o ano. Photo by Nir Elias</p>

XANGAI (Reuters) - O número um do tênis no mundo, o suíço Roger Federer, arrasou o espanhol Rafael Nadal por 6-4 e 6-1 e chegou neste sábado à final da Masters Cup, torneio que encerra o ano.

O suíço irá jogar contra o compatriota de Nadal David Ferrer na final de domingo do evento que reuniu os oito melhores tenistas do mundo em Xangai, depois de passar com facilidade, por 6-1 e 6-3, pelo norte-americano Andy Roddick na primeira semifinal.

Federer, que busca o quarto título da Masters Cup em cinco anos, só precisou de 59 minutos para despachar Nadal, naquela que foi sua vitória mais expressiva sobre o número dois do mundo até hoje.

O vencedor de 12 títulos de Grand Slam, que também havia vencido Nadal na semifinal da Masters Cup do ano passado, conseguiu quebrar o serviço de seu oponente com o placar em 5-4 no primeiro set, disparando um forehand que tocou a quadra rente à linha.

O suíço venceu 20 dos 21 pontos disputados até o jogo estar em 4-4 no set de abertura. Ele entrou com força no segundo, conseguindo a quebra com 2-0, ao forçar Nadal a errar um golpe de forehand.

As coisas ficaram ainda piores para Nadal quando uma dupla falta que cometeu deu a Federer a vantagem de 4-0 e o atual campeão executou o golpe de misericórdia com um poderoso forehand que cruzou toda a quadra.

Nadal ainda tem a vantagem de 8 vitórias e 5 derrotas nos confrontos diretos com Federer, ainda que nos quatro jogos deste ano, cada um tenha vencido dois deles.

RODDICK CONTUNDIDO

Ferrer, por sua vez, tem sido uma surpresa em sua estréia na Masters Cup. Único jogador invicto no torneio, ele tem um retrospecto de 3 vitórias e nenhuma derrota no torneio que reúne os melhores tenistas do ano.

Saudado por uma torcida barulhenta, que vestia a bandeira da Espanha e soprava cornetas, ele já vencia o primeiro set por 3-1 quando Roddick pareceu ter contundido suas costas ao se esticar para dar um voleio alto.

O norte-americano, que não se beneficiou de ter finalizado rapidamente seu jogo anterior contra Federer, no dia anterior, quando foi derrotado facilmente por 6-4 e 6-2, chamou seu treinador na troca de lados para receber uma massagem.

Ela não deve ter feito muita diferença, já que Ferrer continuou a se aproveitar da agonia de Roddick, já que fez ele correr pela quadra e o obrigou a devolver drop shots rasteiros, o que pressionava ainda mais suas costas doloridas.

O espanhol conseguiu a quebra em 4-2 no segundo set, com um backhand incrível, que passou próximo de um Roddick embasbacado, que acabou desperdiçando três break points no game seguinte, naquela que foi sua última chance no jogo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below