October 23, 2007 / 3:34 AM / 11 years ago

Preocupações com EUA e Índia derrubam mercados na Ásia

Por Ian Chua

Pessoas observam índices de ações em bolsa em Wuhan, dia 16 de outubro. As ações do setor financeiro pressionaram os mercados asiáticos nesta terça-feira depois que um balanço trimestral fraco do Citigroup ajudou a retomar as preocupações sobre os mercados de crédito. Photo by Stringer Shanghai

HONG KONG (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia fecharam em queda nesta quarta-feira, com pânico na Índia por conta de planos do governo de reduzir os fluxos de entrada de capital estrangeiro e preocupações sobre a economia dos Estados Unidos, ampliadas por balanços trimestrais de bancos decepcionantes.

A fraqueza no apetite por ações e temores renovados sobre problemas nos mercados de crédito globais incentivaram demanda por ativos considerados seguros, incluindo bônus do governo japonês. Enquanto isso, o iene se valorizou contra outras moedas importantes antes de uma reunião dos ministros de Finanças do G7, na sexta-feira.

O índice indiano de ações, que registrou o maior movimento na Ásia, chegou a despencar cerca de 9 por cento, depois que investidores reagiram a propostas de cortes urgentes nos fluxos de capital estrangeiro em ações, que têm ajudado o mercado a registrar recorde.

A queda lembrou o tumulto ocorrido com ações na Tailândia em dezembro, depois que investidores correram de medidas drásticas do governo para conter a valorização da moeda do país, o baht.

“Se lembrar a situação tailandesa do ano passado, a maioria dos bancos centrais da região informou que não estavam considerando medidas semelhantes. Então, felizmente, isso significa que o impacto será relativamente contido desta vez também”, disse Tim Rocks, estrategista de ações da Macquarie Securities.

O movimento de vendas acabou perdendo força, e às 8h15 (horário de Brasília) o indicador recuava 1,76 por cento.

O índice que reúne os principais mercados da região da Ásia-Pacífico menos o Japão MSCI exibia queda de 0,15 por cento, a 558,8 pontos. O indicador acumula perda de 3 por cento desde o nível recorde atingido na última quinta-feira.

A bolsa de Tóquio fechou em queda de 1,07 por cento, a 16.955 pontos, menor nível em duas semanas e meia. Enquanto isso, em Seul, o mercado caiu 1,09 por cento, para 1.983 pontos.

A bolsa de Hong Kong, por outro lado, avançou 1,19 por cento, a 29.298 pontos, enquanto em Xangai houve queda de 0,92 por cento. Taiwan se desvalorizou em 0,32 por cento.

Cingapura avançou 0,76 por cento e Sydney recuou 0,18 por cento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below