November 17, 2007 / 1:41 PM / 11 years ago

Tropas dos EUA matam 23 militantes no Afeganistão

CABUL (Reuters) - As forças de coalizão lideradas pelos Estados Unidos mataram 23 militantes durante uma operação de busca de armas no sul do Afeganistão, afirmaram militares norte-americanos neste sábado.

Soldados norte-americanos na província de Ghanzi, Afeganistão. As forças de coalizão lideradas pelos Estados Unidos mataram 23 militantes durante uma operação de busca de armas no sul do Afeganistão, afirmaram militares norte-americanos neste sábado. Photo by Stringer

Enquanto as baixas rebeldes se somam, há poucos sinais de que a revolta para derrubar o governo afegão pró-ocidente e retirar as forças estrangeiras está se enfraquecendo. Em vez disso, tem havido mais conflitos este ano em comparação com 2006 e numa área maior.

As forças de coalizão procuravam esconderijos no distrito de Garmser, em Helmand, em busca de armas.

“Diversos militantes armados ameaçando as forças de coalizão entraram em conflito e foram mortos durante as operações”, segundo comunicado dos militares norte-americanos, que informou também a prisão de outros 11 suspeitos.

Um homem-bomba se matou ao tentar atingir forças dos Estados Unidos no leste do Afeganistão. O ataque não deixou ninguém ferido, afirmou o porta-voz da província de Jalalabad. Forças do Taliban mataram mais de 200 pessoas em cerca de 130 ataques suicidas neste ano.

Segundo analistas, embora o número de ataques tenha aumentado de um ano para cá, a proporção de tropas estrangeiras e civis mortos foi reduzida. Isso porque as forças estrangeiras estão melhor protegidas contra os ataques e o Taliban está usando menos carros bombas, que tendem a fazer mais vítimas.

Na região norte, normalmente mais pacífica, homens armados leais a ex-comandantes militares mataram nove policiais e feriram outros cinco numa emboscada, afirmou o chefe da polícia local neste sábado. “O grupo de policiais foi enviado para o distrito de Shahrak para desarmar um grupo que ameaçava as pessoas”, declarou Shah Jahan Noori, chefe da polícia da província de Ghor.

Apesar dos esforços para desarmar ex-combatentes tenham apresentado algum sucesso, depois de 30 anos de guerra o Afeganistão ainda está infestado de armas e grupos armados estão se reorganizando em algumas áreas, conforme a segurança se deteriora.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below