for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Inflação no atacado da Alemanha atinge maior nível em 26 anos

BERLIM (Reuters) - A inflação no atacado da Alemanha subiu mais que o esperado em junho, atingindo o maior patamar registrado desde março de 1982, puxada pelo forte reajuste dos custos com energia, mostraram dados oficiais divulgados nesta sexta-feira.

De acordo com a agência federal de estatísticas da Alemanha, os preços no atacado subiram 0,9 por cento, na comparação mensal, e 6,7 por cento, na comparação anual.

A estimativa média dos 30 analistas consultados pela Reuters indicava um alta de 0,7 por cento no mês e uma inflação anual de 6,5 por cento.

Excluindo os preços de energia, que subiram 17,9 por cento no ano, os preços no atacado avançaram 3 por cento em junho, depois do ganho de 2,9 por cento em maio.

O Banco Central Europeu (BCE) indicou que deve repetir o aumento de 0,25 ponto percentual da taxa de juro, decidido em julho, caso os preços do petróleo e das commodities pressionem os acordos salariais e alimentem os custos de outros bens e serviços, prolongando o que esperava-se ser um aumento temporário da inflação.

Reportagem de Kerstin Gehmlich

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up