21 de Maio de 2008 / às 21:58 / 10 anos atrás

PANORAMA2-Petróleo dispara e alimenta medo de inflação global

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 21 de maio (Reuters) - A preocupação com a alta dos preços aumentou a tensão nos mercados globais nesta quarta-feira, elevando os juros futuros no Brasil, ao mesmo tempo em que a ata da última reunião do Federal Reserve sinalizou o fim do ciclo de alívio monetário.

O petróleo pela primeira vez acima de 130 dólares foi o combustível dos temores do mercado com os preços nesta sessão. O barril subiu quase 5 dólares em Nova York depois de uma queda inesperada dos estoques e de mais uma sessão de recuo do dólar.

“O atual ciclo da inflação está segurando os mercados e o principal problema é com as commodities”, disse Arthur van Slooten, estrategista de ações do Société Générale em Paris.

A preocupação com os preços fez o Fed indicar na ata da última reunião que o juro básico não ficará abaixo de 2 por cento. O banco central norte-americano espera que a inflação se mantenha “elevada” e o desemprego cresça “significativamente”.

Richard Fisher, presidente do Federal Reserve de Dallas, chegou a votar contra o corte de 0,25 ponto percentual, defendendo que a queda do juro tem enfraquecido o dólar, que por sua vez tem elevado as commodities --alimentando a inflação e restringindo o consumo e o crescimento.

No Brasil, que vinha recebendo dados fortes sobre os preços, os juros futuros voltaram a subir. A Bolsa de Valores de São Paulo seguiu o mau humor de Wall Street e caiu mais de 1 por cento. O dólar, em sessão fraca, fechou em alta.

Veja como encerraram os principais mercados nesta quarta-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,659 real, em alta de 0,55 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 1,812 bilhão de dólares.

BOLSA .BVSP

O Ibovespa caiu 1,66 por cento, a 72.294 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 7,6 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em queda de 1,98 por cento, aos 43.135 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) fecharam em alta na BM&F. O DI janeiro de 2009 subiu a 13,15 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 avançou a 14,35 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, caiu para 136,750 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 4,9 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil caiu a 208 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 257 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones .DJI caiu 1,77 por cento, a 12.601 pontos. O Nasdaq .IXIC também recuou 1,77 por cento, a 2.448 pontos. O índice S&P 500 .SPX cedeu 1,61 por cento, aos 1.390 pontos.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Reportagem adicional de Aluísio Alves e Fabio Gehrke; Edição de Alexandre Caverni

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below