22 de Julho de 2008 / às 21:30 / em 9 anos

Juntas, Totvs e Datasul deixam multinacionais para trás

Por Taís Fuoco

SÃO PAULO (Reuters) - As brasileiras Totvs e Datasul, que nesta terça-feira anunciaram o início de discussões para uma possível fusão, poderão desbancar as grandes multinacionais do segmento e fortalecerem a presença de uma companhia nacional como líder do mercado de softwares de gestão empresarial no país.

Antigas rivais na disputa pelo mercado brasileiro de softwares de gestão, Totvs e Datasul usaram estratégias semelhantes para crescer diante do avanço das multinacionais do segmento, como a alemã SAP e a norte-americana Oracle, por exemplo.

Ambas decidiram ir ao mercado de capitais para captar recursos que financiassem o crescimento. Este se deu, em boa parte, com aquisições nos dois casos.

A Totvs, que até então se chamava Microsiga, abriu seu capital no Novo Mercado da Bovespa em março de 2006 e fez compras de rivais importantes, como a Logocenter e a RM Sistemas, além de outras menroes. Já a Datasul, de Joinville (SC), foi para a bolsa em junho do mesmo ano e, desde então, fez 10 pequenas aquisições para complementar a oferta.

O analista de software da consultoria IDC para América Latina, Julio Pagani, afirma que “as projeções são bastante boas para o mercado de softwares de gestão no Brasil, especialmente quando se começa a descer na pirâmide”, ou às empresas de menor porte.

“É um bom momento e, neste sentido, as duas (Totvs e Datasul) são bastante complementares na medida em que uma ataca mais o segmento das pequenas e médias (Totvs) e a outra focaliza mais as grandes empresas (Datasul)”, explicou, em entrevista à Reuters.

O analista considera que o mercado continua aquecido mesmo para as multinacionais, que chegaram ao país na década de 90, mas ele prevê que se gere “um certo desconforto” pelo fato de o Brasil ter, diante dessa transação, uma empresa nacional líder nesse mercado.

“Juntas, elas serão líderes em participação de mercado”, afirma o analista. A Totvs tem algo como 18 mil clientes ativos, enquanto a Datasul tinha 3,4 mil no primeiro trimestre deste ano.

Em número de instalações, a Totvs já era a líder, seguida de perto pela SAP, em uma pesquisa divulgada em maio deste ano pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O estudo mostrava que a Totvs respondia por 24 por cento dos softwares de gestão instalados nas empresas entrevistadas, seguida pela SAP, com 23 por cento e Oracle, com 17 por cento. A Datasul representava 16 por cento das instalações.

Um relatório da Ativa Corretora afirma que a nova companhia “será cerca de 50 por cento superior à Totvs em termos de receitas e Ebitda, considerando os dados de 2007, e ainda maior observando os dados de 2008, uma vez que a Datasul realizou aquisições relevantes nos últimos 18 meses”.

Em 2007, a Datasul teve uma receita líquida de 222,6 milhões de reais, enquanto a da Totvs ficou em 439,67 milhões de reais.

A questão, para Julio Pagani, é conciliaer as culturas diferentes. “Quando se fala em software, o que se compra são as pessoas, que são o maior ativo dessa indústria. Por isso, o desafio é buscar sinergias e, ao mesmo tempo, manter as pessoas-chave”.

Edição de Vanessa Stelzer

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below