22 de Outubro de 2008 / às 14:37 / 9 anos atrás

ATUALIZA-USIMINAS vê espaço para captação e preço estável do aço

(Acrescenta mais informações e declarações)

Por Denise Luna

RIO DE JANEIRO, 22 de outubro (Reuters) - Responsável por 40 por cento do aço plano consumido no Brasil, a Usiminas (USIM5.SA) passou a analistas e investidores nesta quarta-feira uma visão otimista para a a empresa nos próximos anos, apesar da crise financeira internacional.

De acordo com o diretor de Finanças e Relações com Investidores, Paulo Marques, o recém lançado plano de expansão da companhia de 14,1 bilhões de dólares, após anos sem investimentos relevantes, não será alterado. A captação prevista de 6 bilhões de dólares no mercado não encontrará dificuldade, afirmou Marques.

“Mesmo em um ano difícil a empresa tem acesso ao mercado para tocar os investimentos. Já temos operações no forno para tocar com tranquilidade o nosso programa”, afirmou Marques durante reunião da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (Apimec/RJ).

“Se a crise se agravar, o que acredito não vai acontecer, a gente tem tranquilidade de adiar alguns projetos, jogar um pouco mais para frente”, complementou.

Ele destacou que a Usiminas sempre foi criticada por não ser agressiva, mas que nesse momento a empresa não tem investimentos em derivativos nem hedges cambiais ou operações de Adiantamento sobre Contrato de Câmbio (ACC), instrumentos que estão punindo algumas empresas na crise.

Segundo Marques, do total dos investimentos, 1,5 bilhão de dólares virá do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. O restante poderá ser obtido com os fornecedores de equipamentos, como ocorreu recentemente com o banco de fomento japonês JBIC. A japonesa Nippon Steel tem cerca de 13 por cento do capital total da Usiminas.

“Em setembro, em plena crise, fechamos 550 milhões de dólares com o JBIC para financiar um equipamento”, lembrou Marques. “Existe crédito no mundo para empresas com pé no chão”, afirmou.

O executivo destacou que o caixa da empresa está favorável para um momento de crise, 2,84 bilhões de dólares em junho deste ano, e a dívida da companhia tem vencimentos em média de 500 milhões de dólares por ano. No próximo dia 3, a empresa divulga o resultado do 3o trimestre.

“Nossas vendas estão na capacidade máxima, nada aconteceu de negativo, vai ser um terceiro trimestre muito bom”, limitou-se a informar.

A possível retração do mercado automotivo será compensada pela queda das importações de aço pelo Brasil, avaliou Marques, pelo aumento de demanda por navios da Petrobras (PETR4.SA) e da indústria naval como um todo. Ele estimou que pelo menos 1 milhão de toneladas deixará de ser importada e substituída por compras no mercado brasileiro de aço.

“O consumo per capita no Brasil é baixo e ele (Brasil) precisa de muita obra de infra-estrutura, e se a gente olhar os projetos em andamento como CSA e os da CSN, são voltados para exportação”, disse o diretor em relação aos projetos da Thyssen (Companhia Siderúrgica do Atlântico) e da Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3.SA), justificando o otimismo com o mercado.

Marques previu que o consumo de aço no Brasil deve crescer 3 por cento em 2009, mas que até o momento a percepção é de que os preços permaneçam estáveis. Tudo vai depender, no entanto, do preço do minério de ferro, que segundo Marques ainda é cedo para ser alvo de projeções.

Para o executivo, nem a China tira o sono da Usiminas, já que a avalanche de aço chinês no mundo deve ser reduzido com o fechamento de várias pequenas siderúrgicas que estão saindo do mercado. Ao mesmo tempo, o país ainda tem muito espaço para crescer em consumo.

Edição de Marcelo Teixeira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below