26 de Setembro de 2008 / às 13:39 / 9 anos atrás

ATUALIZA2-Ação da ARACRUZ despenca após perda com derivativos

(Texto reescrito com mais informações)

SÃO PAULO, 26 de setembro (Reuters) - As ações da Aracruz ARCZ6.SA despencavam na Bolsa de Valores de São Paulo nesta sexta-feira, pressionadas por alerta da empresa de que sofreu perdas com derivativos que podem ter ido além do limite acertado com seu Conselho de Administração e pela decisão do diretor financeiro em se licenciar do cargo.

Às 12h19, os papéis da Aracruz desabavam 19,1 por cento, para 6,80 reais, atrás apenas da Sadia SDIA4.SA, que liderava as baixa da bolsa paulista com queda de 29,6 por cento.

“O que acho que é uma surpresa para o mercado é que ela estava fora dos limites legais que tinham sido aprovados pelo conselho de administração”, disse a analista do setor na corretora Ativa, Mônica Araújo.

“O fato dela não ter informado ainda os valores de perdas gera dúvidas sobre o montante, sempre que se tem dúvidas prejudica muito a precificação”, acrescentou.

A maior produtora de celulose de eucalipto do mundo divulgou no final da noite de quinta-feira que sofreu perdas com derivativos por conta da alta volatilidade do câmbio. A companhia não informou valores e nem quando acredita que poderia ter os montantes calculados.

No mesmo comunicado, a empresa afirma que o diretor financeiro, Isac Zagury, optou por se licenciar do cargo. Procurada, a assessoria de imprensa da companhia não pôde informar imediatamente mais detalhes.

A Aracruz afirmou que ainda está calculando o volume das perdas e que “o volume de perda máxima em derivativos e de exposição máxima em operações de câmbio futuro decorrente de tais operações pode ter excedido os limites previstos” pelo conselho de administração da empresa.

Os limites dessas operações, voltadas a gerir os riscos de câmbio e de juros, são limitadas ao saldo de 50 milhões de dólares “com cada contraparte e ao prazo máximo de 1 ano em operações conhecidas como NDF, e a bancos baseados em países do chamado G7 e com rating igual ou superior a ‘A-'”, informa a área de relações com investidores da Aracruz.

No resultado do segundo trimestre, a Aracruz havia informado que tinha obtido um ganho financeiro com operações de derivativos cambiais de 83 milhões de reais e que as operações ocorreram “em conformidade com a política financeira aprovada pelo conselho de administração”.

A empresa informou naquele balanço que ao longo do segundo trimestre, a proteção da exposição do fluxo de caixa contra a valorização do real havia crescido, “terminando o trimestre com uma posição vendida em dólar na BM&F equivalente a 360 milhões de dólares, ou aproximadamente 6 meses de exposição do fluxo de caixa”.

Representantes da companhia não estavam imediatamente disponíveis para comentar o comunicado da noite de quinta-feira.

CONTRATAÇÃO

A Aracruz contratou uma empresa especializada para apurar o valor de mercado atualizado das posições em aberto, e do valor total da exposição da companhia aos instrumentos financeiros.

“O conselho de administração determinou à administração da companhia que continue, nos próximos meses, a envidar esforços para reduzir os impactos decorrentes da exposição aos instrumentos antes referidos”, informou a Aracruz.

Apesar disso, a empresa afirmou que o caixa da companhia é de cerca de 500 milhões de dólares e que “não há indicação de que os ajustes potenciais nos próximos momentos de verificação contratual afetarão significativamente o caixa da companhia”.

A empresa informou que a única exposição cambial remanescente limita-se à venda dos derivativos, “refletindo-se apenas na marcação a mercado do valor dos contratos”. Essa venda ocorreu influenciada por “intensa” volatilidade dos mercados.

Enquanto isso, as ações da Votorantim Celulose e Papel VCPA4.SA perdiam 11,4 por cento na esteira do alerta da Aracruz. A VCP está promovendo um processo de união de suas operações com a Aracruz.

Reportagem de Alberto Alerigi Jr.; Edição de Alexandre Caverni

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below