26 de Agosto de 2008 / às 15:19 / em 9 anos

Smithfield tem prejuízo no 1o tri por maiores gastos com ração

CHICAGO, 26 de agosto (Reuters) - A produtora norte-americana de carne Smithfield Foods SFD.N divulgou nesta terça-feira que acumulou prejuízo de 12,6 milhões de dólares -- ou 9 centavos por ação -- no primeiro trimestre fiscal, encerrado em 27 de julho.

A companhia havia obtido lucro de 54,6 milhões de dólares -- ou 41 centavos por ação -- no mesmo período de 2007.

Segundo a Smithfield, as justificativas para a queda nos resultados foram um prejuízo de 40 milhões de dólares na unidade de criação de porcos por conta de maiores gastos com ração e perdas em mercados futuros.

Os lucros na unidade de processamento de carne suína, mais de duas vezes maiores do que os obtidos no mesmo período de 2007, por conta de exportações, não foram suficientes para compensar as perdas na unidade de criação de suínos.

Os custos de 20,1 milhões de dólares com contratos de hedge pesaram sobre os resultados.

A unidade de carne bovina e de gado, que deve ser vendida para a companhia brasileira de carne JBS (JBSS3.SA), teve lucro de 15,9 milhões de dólares. O processo de aquisição ainda é analisado pelas autoridades de defesa de concorrência dos EUA.

Analistas de Wall Street esperavam, em média, um prejuízo de 4 centavos por ação, de acordo com pesquisa da Reuters.

A receita para o período subiu para 2,58 bilhões de dólares, ante 2,23 bilhões de dólares no mesmo trimestre de 2007.

A Smithfield Foods, como outras empresas do ramo de criação de animais e produção de carne, foi prejudicada pelo avanço nos preços das rações, particularmente as de milho.

Enchentes no Meio-Oeste dos EUA durante a primavera no hemisfério norte, aliadas à forte demanda por importações e dos setores de criação de animais e etanol, impulsionaram os preços do cereal para um nível recorde no início de julho.

A unidade de criação de porcos registrou prejuízo de 38,8 milhões de dólares, contra lucro de 93 milhões de dólares no mesmo trimestre de 2007.

Os preços de venda dos suínos para engorda durante o período foram de, em média, 55,50 dólares por 100 libras-peso, em comparação a um custo médio de produção de 61 dólares por 100 libras-peso.

A Smithfield classificou o prognóstico como “desfavorável” para a criação de porcos para todo o ano calendário de 2008.

O forte volume de exportações ampliou os lucros na unidade de processamento de carne suína para 61,7 milhões de dólares, em comparação a 26,5 milhões de dólare no ano passado.

Por Bob Burgdorfer

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below