27 de Fevereiro de 2008 / às 15:03 / em 10 anos

Grupo escala Parlamento britânico contra expansão de Heathrow

Por Peter Apps e Jeremy Lovell

LONDRES (Reuters) - Furando um rigoroso aparato de segurança, manifestantes subiram no telhado do Parlamento britânico na quarta-feira e ameaçaram realizar novas ações do tipo para protestar contra os planos do governo de ampliar o aeroporto de Heathrow, em Londres.

Os envolvidos na ação, ambientalistas do grupo “Plane Stupid”, escalaram o Parlamento para marcar o fim de um período de consultas públicas a respeito da abertura de uma terceira pista e de um sexto terminal no que já é hoje o aeroporto internacional mais movimentado do mundo.

“Não à terceira pista”, afirmava uma das faixas dependuradas na lateral do prédio.

A manifestação ocorre depois de uma outra falha grave de segurança ter ocorrido na segunda-feira, quando ativistas do Greenpeace invadiram Heathrow para subir em um avião e amarrar uma faixa na cauda dele.

“Tudo isso diz respeito à terceira pista”, afirmou Malcolm Carroll, porta-voz do Plane Stupid. “A direção do movimento sabe que temos de levar esses protestos para um outro nível se quisermos que o governo nos dê ouvidos.”

As medidas de segurança no Parlamento britânico foram intensificadas depois dos ataques de 11 de setembro de 2001 contra os EUA e novamente reforçadas quando extremistas de direita atiraram um pó colorido contra o então primeiro-ministro Tony Blair, em maio de 2004, enquanto o dirigente encontrava-se na câmara de debates.

Mais um vez tentou-se intensificar o aparato de segurança ali depois dos atentados suicidas de julho de 2005 na rede de transporte público de Londres, quando ativistas muçulmanos mataram 52 pessoas.

O governo, grupos empresariais, companhias aéreas e o controlador de Heathrow afirmam que o aeroporto precisa ser ampliado sob pena de não aproveitar novas oportunidades de negócio.

Mas grupos ambientalistas uniram forças com moradores do local afirmando que dobrar o tráfego no centro aéreo mais movimentado da Grã-Bretanha ridicularizaria as promessas do governo de reduzir as emissões de carbono a fim de enfrentar o aquecimento global.

Por Heathrow, passam anualmente 67,3 milhões de passageiros e 471 mil aeronaves.

Um porta-voz de Gordon Brown, atual primeiro-ministro do país, afirmou que a decisão sobre construir uma terceira pista havia sido tomada e que as obras ocorreriam se forem atendidos os pré-requisitos ambientais e quanto ao controle de barulho.

Em declarações dadas dentro do Parlamento enquanto os manifestantes abrigavam-se no topo do prédio, Brown afirmou: “As decisões deste país deveriam ser tomadas na câmara desta casa e não no teto desta casa.”

Os manifestantes, que foram escoltados para fora do teto pela polícia após ficarem duas horas ali, dizem que as consultas públicas sobre a expansão do aeroporto foram uma armação e apostam agora em pressões da opinião pública para demover o governo de seus planos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below