February 27, 2008 / 9:37 PM / 11 years ago

"Homem-Aranha francês" escala Edifício Itália e é preso

Por Maurício Savarese

SÃO PAULO (Reuters) - Após duas tentativas frustradas, Alain Robert, conhecido como o “Homem-Aranha francês”, conseguiu finalmente escalar nesta quarta-feira o Edifício Itália, mas foi detido em seguida pela polícia, sob aplausos e insistentes gritos de “solta!” de dezenas de pessoas no centro de São Paulo.

Em pouco mais de uma hora, Robert desceu e subiu o prédio de 151 metros de altura, um dos cartões-postais da cidade, acenou para os passantes e parou o já complicado trânsito paulistano no fim da tarde.

As tentativas anteriores aconteceram na noite de domingo, quando foi barrado por um segurança, e na terça-feira, quando era vigiado.

“Fazer esta operação aqui no Brasil é muito desafiador. No domingo passado, não desci porque a segurança me impediu, segurou meu pé na hora. Isso nunca tinha acontecido”, disse Robert à Reuters minutos antes da empreitada.

Após a escalada, o francês saiu do edifício acompanhado pela Polícia Militar, embora os policiais não soubessem informar o motivo de sua detenção. Tampouco souberam dizer para qual delegacia Robert estava sendo levado, escoltado por quatro viaturas e mais algumas motos.

Acompanhado da reportagem da Reuters, Robert foi ao Terraço Itália, restaurante no último andar do edifício, para uma sessão de fotos e uma entrevista, no início da tarde.

Deu autógrafos a fãs brasileiras, falou sobre a falta que sente dos três filhos que deixou na França e minimizou a dificuldade de escalar o edifício, já que ele oferece boa segurança.

Enquanto Agildo “Maguila” Cunha, o agente que o barrou no domingo, explicava à reportagem como impediu o francês de escalar o prédio sem autorização, Robert escapuliu e, em não mais que três segundos, começou a descida.

O esguio francês de 46 anos e cabelos esvoaçantes, famoso mundialmente pelas escaladas em arranha-céus, estava com a roupa e os aparelhos de escalada por baixo da calça jeans e da camiseta.

Dessa forma, Robert, que deve deixar o Brasil na quinta-feira, conseguiu seu objetivo sem passar pela vergonha do último domingo, quando suas calças e sua cueca também foram derrubadas pelo segurança que o impediu de escalar o prédio.

“Foi muito embaraçoso, mas não é nada demais. Pelo menos não havia ninguém no restaurante para me ver”, disse Robert, que evitou dar novas declarações depois do feito.

O francês faz escaladas deste tipo desde 1994 e até hoje só teve dois acidentes sérios —em um deles caiu de mais de 15 metros por conta de um problema na corda de sustentação.

Robert já escalou prédios de países como Estados Unidos, China e França, onde também escalou a Torre Eiffel, em 1996. Um ano depois subiu o prédio mais alto do mundo —a Petronas Twin Towers, em Kuala Lumpur, na Malásia.

No Brasil, ele tentou há 12 anos subir o Edifício Itália, mas não obteve autorização. Na época, o francês disse ter tido permissão apenas para escalar o prédio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below