28 de Agosto de 2008 / às 18:43 / em 9 anos

CRONOLOGIA-Descoberta do pré-sal é trunfo econômico e político

BRASÍLIA, 28 de agosto (Reuters) - Já apontada como a maior descoberta do setor nos últimos 20 anos, a camada do pré-sal pode elevar o Brasil ao seleto grupo de países com as maiores reservas de petróleo e gás do mundo.

No horizonte político, é vista como arma eleitoral do governo e um dos mais relevantes componentes da disputa presidencial de 2010.

Veja, a seguir, a sequência de fatos envolvendo o pré-sal desde o anúncio de sua descoberta, em novembro do ano passado:

8 de novembro de 2007

A Petrobras anuncia a descoberta do campo de Tupi, reserva gigante de petróleo leve e de gás na Bacia de Santos. O anúncio impulsiona fortemente as ações da empresa na Bovespa e de seus parceiros no projeto, a BG e a Galp, em outras bolsas. A previsão é de que o volume da reserva possa chegar a 8 bilhões de barris.

No mesmo dia, o Conselho Nacional de Política Energética determina que sejam excluídos da 9a rodada de licitações 41 blocos de áreas de elevado potencial de petróleo e gás nas bacias do Espírito Santo, Campos e Santos. A decisão foi tomada após a confirmação da maior reserva de petróleo e gás já descoberta pela Petrobras.

9 de novembro de 2007

A notícia da descoberta começa a repercutir fora do Brasil. O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, chama o colega Luiz Inácio Lula da Silva de “magnata do petróleo” e propõe que os produtores da região adotem um mecanismo para vender petróleo bruto barato aos países mais pobres.

10 de novembro de 2007

Lula diz que o Brasil quer entrar na Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e que, uma vez integrante do órgao, vai trabalhar para reduzir o preço da commodity.

13 de novembro de 2007

O diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Haroldo Lima, afirma que o governo tem a intenção de mudar o marco regulatário por meio de alterações na lei do petróleo.

23 de novembro de 2007

O diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Guilherme Estrella, anuncia o campo de Jubarte, em águas rasas, na bacia de Campos, como o primeiro a ser explorado no pré-sal.

20 de dezembro de 2007

A estatal anuncia novo poço de petróleo leve na camada pré-sal (Caramba), a 280 quilômetros da costa paulista, em bloco explorado em parceria com a Galp Energia.

21 de janeiro de 2008

A Petrobras anuncia nova descoberta de grande jazida de gás natural e condensado na área pré-sal (Júpiter), localizada a 290 km da costa do Estado do Rio de Janeiro.

14 de abril de 2008

O presidente da ANP, Haroldo Lima, agita o mercado ao anunciar a estimativa de 33 bilhões de barris de óleo equivalente (petróleo e gás) no pré-sal da Bacia de Santos. A Petrobras não reconheceu o dado como verdadeiro e disse que somente se saberá o potencial da bacia quando for terminada a avaliação da área.

17 de abril de 2008

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, tranquiliza o mercado ao dizer que mudanças no marco regulatório só valerão para futuras concessões.

5 de junho de 2008

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, defende recursos para que a Marinha proteja a área do pré-sal.

13 de junho de 2008

A defesa de um novo marco regulatório cresce no Executivo e Edison Lobão informa que o governo não realizará a 10a rodada de licitações enquanto novas regras para o pré-sal não forem definidas.

15 de junho de 2008

O presidente Lula anuncia que planeja criar um fundo para investir na educação com o dinheiro dos royalties da exploração do petróleo na área do pré-sal.

16 de junho de 2008

Edison Lobão fala na possibilidade de uma nova estatal para gerir futuras explorações no pré-sal.

27 de junho de 2008

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, sinaliza com mudanças no pagamento dos royalties do petróleo e reafirma o objetivo de estimular o investimento na área social. Segundo ela, a forma das atuais cobranças não se aplica ao pré-sal pois “mudou-se o patamar”.

17 de julho de 2008

Lula cria comissão interministerial para estudar as regras para exploração das reservas de petróleo da camada pré-sal.

7 de agosto de 2008

A Petrobras anuncia a existência de mais óleo leve no campo de Iara, próximo a Tupi, ainda sem estimativa de reservas.

12 de agosto de 2008

Lula afirma que o petróleo é do povo brasileiro, fortalece tese de nova estatal e pede à União Nacional dos Estudantes (UNE) que pressione o Congresso a mudar a lei do petróleo.

17 de agosto de 2008

Lula marca posição e afirma que o petróleo da nova fronteira petrolífera do Brasil não pode ficar “na mão de meia dúzia de empresas”. Lula defende o uso dos recursos do pré-sal no combate à pobreza e para a educação.

20 de agosto de 2008

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirma que o governo quer deixar parte dos recursos vindos do pré-sal no exterior para evitar inflação e a valorização excessiva do real. Mantega diz também que outra parte dos recursos será direcionada ao fundo soberano.

2 de setembro de 2008

Data prevista para a extração do primeiro óleo da camada pré-sal brasileira, em águas rasas, na bacia do Espírito Santo.

7 de setembro de 2008

No tradicional pronunciamento à nação em cadeia nacional de rádio e televisão, o presidente Lula vai associar a descoberta do pré-sal a uma nova independência do Brasil.

19 de setembro de 2008

Prazo inicialmente previsto para a comissão interministerial entregar ao governo as propostas para gestão e exploração do pré-sal.

Início de 2009

Governo deve enviar ao Congresso proposta de mudanças no marco regulatório do setor.

Abril de 2009

Governo planeja fazer em abril um megaevento internacional para lançar os primeiros barris produzidos no campo de Tupi, na Bacia de Santos. A produção, prevista para março, virá de um Teste de Longa Duração (TLD).

Final de 2010

Começa plano piloto de Tupi, com produção prevista de 100 mil barris diários de petróleo.

Elaboração de Ana Paula Paiva; Edição de Mair Pena Neto e Denise Luna

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below