28 de Outubro de 2008 / às 10:13 / em 9 anos

PANORAMA1-Mercados sobem e confiança dos EUA é destaque

SÃO PAULO, 28 de outubro (Reuters) - A confiança do consumidor norte-americano é destaque nesta terça-feira de agenda macroeconômica esvaziada e véspera de importantes decisões de política monetária para o Brasil.

Os mercados financeiros não abandonaram o temor de uma recessão global, mas nesta manhã os mercados experimentavam uma recuperação após as fortes quedas recentes.

A bolsa de Tóquio .N225 subiu 6,4 por cento, o índice dos mercados europeus .FTEU3 tinha ganho de 1,1 por cento e mos futuros de Wall Street subiam. Segundo analistas, compra de pechinchas e avanços de exportadoras com um iene mais fraco eram uns dos motivos que patrocinavam a alta.

A previsão do mercado para o índice de confiança do consumidor norte-americano é uma leitura de 52,0 para outubro, abaixo do dado de 59,8 no mês anterior.

A expectativa de 10 entre 14 dealers primários dos Estados Unidos é de que o Federal Reserve vai cortar o juro básico para 1,0 por cento na quarta-feira para tentar suavizar os efeitos da crise financeira.

No Brasil, o Comitê de Política Monetária (Copom) dá início à reunião de dois dias para definir a Selic. A maioria dos economistas ouvidos pela Reuters na semana passada espera manutenção da taxa básica em 13,75 por cento ao ano, mas há quem considere que o aperto monetário terá mais um capítulo apesar do impacto da crise global sobre o crescimento.

Para ver a agenda do dia, clique [nN28336638]

Veja como encerraram os principais mercados na segunda-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 2,255 reais, em queda de 3,14 por cento. O volume negociado no mercado interbancário foi de 3,78 bilhões de dólares.

BOVESPA .BVSP

O Ibovespa perdeu 6,5 por cento, a 29.435 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 3,24 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros caiu 2,15 por cento, aos 13.616 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) recuaram na BM&F. O DI janeiro de 2010 caiu a 16,47 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 terminou a 14,05 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 102,0 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 10,57 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil caía 61 pontos, a 607 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 829 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones .DJI teve queda de 2,42 por cento, a 8.175 pontos. O Nasdaq .IXIC perdeu 2,97 por cento, para 1.505 pontos. O índice S&P 500 .SPX despencou 3,18 por cento, aos 848 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS US10YT=RR

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia para 3,71 por cento no final da tarde, ante 3,68 por cento na sexta-feira.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Reportagem de Daniela Machado; Edição de Renato Andrade

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below