28 de Abril de 2008 / às 19:27 / 9 anos atrás

AGRISHOW-ATUALIZA-Safra de laranja de SP estimada em 360 mi cxs

(Texto atualizado com mais informações e declarações)

Por Roberto Samora

RIBEIRÃO PRETO, São Paulo, 28 de abril (Reuters) - A safra de laranja 2008/09 no Estado de São Paulo, o maior produtor brasileiro da fruta, respondendo por quase 90 por cento da colheita nacional, deverá atingir 360 milhões de caixas (40,8 kg), informou nesta segunda-feira o secretário estadual de Agricultura, João Sampaio, antecipando números da primeira estimativa a ser divulgada pelo governo em maio.

“A laranja, provavelmente, vamos ter 360 milhões de caixas”, disse Sampaio à Reuters durante a Agrishow, maior exposição agrícola da América Latina, em Ribeirão Preto (SP).

Na temporada 2007/08 (ano industrial, de julho a junho), a colheita atingiu 365,8 milhões de caixas, segundo o IEA (Instituto de Economia Agrícola).

A colheita das variedades precoces, que representam apenas 5 por cento do total, já está começando. O grosso da produção, no entanto, começa a ser colhido em julho e agosto.

Produtores e analistas, porém, acreditam que a safra 08/09 tenha uma queda maior, de 15 a 20 por cento na comparação à temporada 07/08, por causa de uma seca que prejudicou as floradas em épocas cruciais para a produtividade dos pomares, no segundo semestre do ano passado.

O governo de São Paulo vai começar a divulgar neste ano a safra de laranja de forma detalhada e também com participação da indústria de suco de laranja. A estimativa está prevista para ser feita em 8 de maio.

O secretário não forneceu mais informações sobre a produção. Disse apenas que a área com laranja está apresentando uma recuperação. Novos pomares estão sendo desenvolvidos pela indústria especialmente na região sul do Estado, distante das tradicionais áreas produtoras, no norte, onde as lavouras sofrem maior infestação de doenças.

“A laranja continua crescendo em termos de área. Já foi muito maior, foi muito menor, e agora tem crescido nos últimos anos”, declarou.

Sampaio disse ainda que a estimativa vai detalhar a quantidade de laranja que será destinada para a produção de suco e o volume para consumo in natura.

“Eu imagino que a safra vai se manter estável para a indústria, mas eu não tenho o número fechado”, acrescentou.

Quase todo o suco de laranja exportado pelo Brasil, que domina o mercado internacional da commodity, é produzido em São Paulo.

Segundo Sampaio, o detalhamento da estimativa, com a divulgação em datas definidas três vezes ao ano, talvez permita que a BM&F lance um contrato de suco de laranja no Brasil.

“Aí a divulgação da safra será balizadora (do mercado).”

De acordo com o secretário, além do IEA, estão participando da realização da nova estimativa a Abecitrus (Associação Brasileira dos Exportadores de Cítricos) e a Faesp (Federação da Agricultura e Pecuária de São Paulo).

Edição de Marcelo Teixeira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below