30 de Junho de 2008 / às 14:49 / em 9 anos

AGENDA POLÍTICA-Congresso deve retomar ritmo de votações

SÃO PAULO (Reuters) - O Congresso deve retomar o ritmo após o término das festas juninas e das convenções municipais para escolha de candidatos, que se encerram nesta segunda-feira.

O recesso parlamentar, marcado para ter início em 18 de julho, depende da aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do ano que vem e está previsto um esforço para votação do projeto na Comissão de Orçamento e depois no plenário conjunto da Câmara e do Senado.

O presidente Lula viaja à Argentina nesta segunda-feira para participar de reunião do Mercosul, quando o Brasil deve assumir a Presidência rotativa do bloco.

A seguir os principais eventos políticos da semana.

SEGUNDA-FEIRA

-- Divulgação de pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) sobre a avaliação do governo Lula.

-- O presidente Lula vai a Itajubá (MG) para as comemorações dos 30 anos da fábrica de helicópteros Helibrás, onde faz o lançamento do pólo aeronáutico de helicópteros de grande porte.

-- À noite, Lula participa de jantar que antecede a 35a Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados em San Miguel de Tucumán, na Argentina. O encontro acontece na terça-feira, quando o Brasil deve assumir a Presidência rotativa do bloco.

TERÇA-FEIRA

-- Remarcado, o parecer sobre a reforma tributária deve ser apresentado pelo deputado Sandro Mabel (PR-GO).

-- Reunião de líderes na Câmara para definir a pauta. O presidente, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), pretende votar projeto que cria cerca de 8 mil vagas de professores e técnicos-administrativos para as universidades federais, assim que a pauta do plenário for liberada. Até o recesso parlamentar, sete medidas provisórias e um projeto com urgência constitucional têm prioridade.

-- Um destaque da votação da Contribuição Social para a Saúde (CSS) ainda está pendente, mas o governo só deve tentar a votação quando tiver segurança de que conseguirá derrubar a proposta, que retira a fonte da contribuição, que são as transações financeiras.

QUARTA-FEIRA

-- O governo lança em Curitiba (PR) o Plano Agrícola e Pecuário 2008-2009, com recursos para financiamento da safra estimados em 65 bilhões de reais, 7 bilhões de reais acima do plano anterior. O presidente Lula deve participar do evento na ExpoUnimed.

-- A Comissão Mista de Orçamento deve votar o relatório da senadora Serys Slhessarenko (PT-MT) ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2009.

QUINTA-FEIRA

-- O presidente Lula anuncia em Brasília o Plano Safra Mais Alimentos, voltado para a agricultura familiar. O programa do Ministério do Desenvolvimento Agrário cria linha de crédito para produtores no segmento de agricultura familiar.

DOMINGO, 6 DE JULHO

-- Início da campanha eleitoral de candidatos a prefeito, com utilização de carros de som e alto-falantes na sede dos partidos.

Reportagem de Carmen Munari

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below