30 de Abril de 2008 / às 21:34 / em 10 anos

PANORAMA2-Grau de investimento garante feriado de euforia

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 30 de abril (Reuters) - A chegada do Brasil ao grau de investimento garantiu ao mercado um dos feriados mais felizes dos últimos anos, com disparada da Bovespa para novo recorde e aumento da procura no exterior por bônus do país.

A Standard & Poor’s colocou a nota da dívida soberana do Brasil em “BBB-”. A decisão era amplamente aguardada pelo mercado, mas veio em um momento surpreendente --após meses de crise internacional e na véspera de um feriado.

O mercado de câmbio ficou atônito. Muitas mesas de operação ficaram sem negócios no mercado à vista enquanto o dólar despencava mais de 2,5 por cento no futuro.

“Surpreendeu o governo, os bancos, o mercado em geral”, disse Nicola Tingas, economista-chefe da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Para Vladimir Caramaschi, economista-chefe da Fator Corretora, “no curto prazo (a decisão) gera euforia”.

“E no médio prazo a gente vai ter algumas fontes de recursos que não podiam investir em países que não eram investment grade”, completou.

Os bônus do Brasil no exterior já refletiram esse movimento. O preço do papel com mais liquidez, com vencimento em 2040 BRAGLB40=RR, saltava 1,75 ponto.

Alguns, porém, lembraram que é preciso evitar a euforia.

“A gente está com problema de queda da exportação, aumento da importação, aumento das remessas. É uma coisa boa, mas para o Brasil é perigosa”, disse Sidnei Nehme, diretor-executivo da NGO Corretora, sobre a valorização esperada para o real.

Depois do furacão, era difícil lembrar que a notícia do dia era o corte de 0,25 ponto percentual do juro pelo Federal Reserve. O governo dos Estados Unidos também anunciou que a economia não se retraiu no primeiro trimestre do ano --pelo contrário, cresceu acima das expectativas, 0,6 por cento.

Veja como encerraram os principais mercados nesta quarta-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,663 real, em de 2,46 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 13,104 bilhões de dólares --inflado pela formação da última Ptax do mês.

BOLSA .BVSP

O Ibovespa subiu 6,33 por cento, a 67.868 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 9,7 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em alta de 5,88 por cento, aos 40.332 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) fecharam em queda na BM&F. O DI de janeiro de 2010 caiu de 13,85 para 13,67 por cento, enquanto o DI de janeiro de 2009 recuou de 12,82 para 12,77 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subiu 1,750, para 136,5 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 4,981 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil caia 8 pontos, a 216 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 267 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones .DJI caiu 0,09 por cento, a 12.820 pontos. O Nasdaq .IXIC desvalorizou 0,55 por cento, para 2.412 pontos. O índice S&P 500 .SPX caiu 0,38 por cento, aos 1.385 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS US10YT=RR

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subiu e o rendimento caiu para 3,73 por cento no final da tarde ante 3,80 por cento na terça-feira.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Reportagem adicional de Daniela Machado, Vanessa Stelzer, Aluísio Alves; Edição de Cláudia Pires

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below