31 de Julho de 2008 / às 11:05 / em 9 anos

PANORAMA1-Mercado quer comprovar tese de aperto monetário curto

SÃO PAULO, 31 de julho (Reuters) - Esmiuçar a estratégia do Banco Central é a tarefa de investidores nesta quinta-feira.

A ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) sai antes da abertura dos negócios e os mercados esperam confirmar a idéia de que, com uma dose reforçada de alta da Selic este mês, o Banco Central busca um ciclo de aperto monetário “mais concentrado”.

Essa foi a reação exibida pelo mercado futuro de juros logo após o aumento de 0,75 ponto percentual da Selic: os contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) mais curtos avançaram e os longos mostraram alívio. O arrefecimento dos últimos índices de inflação reforça esse movimento.

A quinta-feira também encerra um mês que muitos no mercado financeiro preferem esquecer.

O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, por exemplo, acumula queda de quase 8 por cento em julho. No pior fechamento do mês, há dois dias, o Ibovespa chegou a amargar perda de 12,5 por cento.

A agenda corporativa traz os resultados trimestrais de OI TNLP4.SA e Embraer EMBR3.SA, ambos esperados para depois do fechamento dos mercados.

Para a agenda do dia, clique [nN31273947]

Veja como encerraram os principais mercados na quarta-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,562 real, em baixa de 0,51 por cento. O volume no segmento interbancário foi de pelo menos 2,3 bilhões de dólares.

BOLSA .BVSP

O Ibovespa avançou 3,4 por cento, a 59.997 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 8,8 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em alta de 3,9 por cento, aos 37.051 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) fechou em baixa na BM&F. O DI janeiro de 2009 ficou em 13,70 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 caiu a 14,84 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, recuava para 131,8 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,49 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil cedia 1 ponto, a 219 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 276 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones .DJI subiu 1,6 por cento, a 11.583 pontos. O Nasdaq .IXIC avançou 0,44 por cento, para 2.329 pontos. O índice S&P 500 .SPX teve alta de 1,7 por cento, aos 1.284 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS US10YT=RR

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava levemente e o rendimento subia para 4,05 por cento no final da tarde ante 4,04 por cento na quarta-feira.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Por Daniela Machado; Edição de Renato Andrade

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below