March 31, 2008 / 10:24 AM / in 10 years

Iraque diz que mais de 200 morreram em confrontos em Basra

BAGDÁ (Reuters) - Mais de 200 pessoas foram mortas em uma semana de confrontos entre forças de segurança iraquianas e homens armados na cidade petrolífera de Basra, no sul do país, informou um porta-voz do Ministério do Interior.

Soldado iraquiano em estrada de Basra, que parece voltar ao normal depois que al-Sadr pediu para que seus seguidores deixassem de atacar as forças do governo. Mesmo assim, as lutas continuam em Bagdá. Photo by Atef Hassan

“Temos 210 mortos, incluindo 42 criminosos procurados por vários crimes, 600 feridos e 155 criminosos presos desde o início da operação de Basra até este momento”, disse à Reuters o porta-voz Brigadeiro Abdul-Karim Khalaf em Basra.

O primeiro-ministro iraquiano, Nuri al-Maliki, lançou uma operação militar em Basra na última terça-feira, prometendo “limpar” a cidade, cujos campos de petróleo são a principal fonte de receita de seu governo.

O governo informou que o alvo da operação eram “foras-da-lei” que aterrorizam os moradores da cidade, não partidos políticos.

Mas a operação se concentrou em bairros controlados pelo Exército Mehdi, milícia controlada pelo clérigo xiita Moqtada al-Sadr, que acusa o governo de tentar esmagar o movimento sadrista antes das eleições provinciais de outubro.

Reportagem de Aseel Kami

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below