May 31, 2008 / 4:40 PM / 10 years ago

Lula defenderá etanol em conferência de alimentos da ONU

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defenderá o etanol e os biocombustíveis em reunião da agência de agricultura e alimentos da Organização das Nações Unidas (FAO) que acontece em Roma, na semana que vem.

Lula discursa durante posse de Carlos Minc como ministro do Meio Ambiente, em 27 de maio de 2008 REUTERS. Photo by Stringer

Segundo informações da Agência Brasil, o presidente vai reiterar disposição brasileira de transferir tecnologia de produção do etanol para alguns países da América do Sul, da África e do Caribe.

“O presidente vai defender o etanol como uma saída importante para o mundo do ponto de vista de deter mudanças climáticas, diminuir o aquecimento global, dar cumprimento às metas do Protocolo de Kyoto”, afirmou o ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Franklin Martins, segundo a agência.

Representantes de 151 países discutirão na conferência da FAO soluções para uma crise mundial capaz de privar 100 mil pessoas de alimentos básicos e gerar levantes e instabilidade política.

Uma combinação de fatores, incluindo safras ruins, estoques baixos e expansão da demanda, acumulou-se por cerca de um ou dois anos, provocando um aumento repentino e acentuado no preço de vários produtos alimentícios. Esses preços devem continuar altos nas próximas décadas, mesmo que saiam dos patamares recordes atuais, informou a FAO em relatório recente.

“O combate ao protecionismo e à inflação de alimentos advinda do petróleo são as grandes questões que têm de ser colocadas”, afirmou o ministro brasileiro. Segundo ele, as principais críticas contra o etanol vêm da Europa e Estados Unidos. “Quem está contra o etanol? O lobby da indústria do petróleo e o lobby da indústria viciada em subsídio na Europa e nos Estados Unidos”, afirmou Martins, segundo a agência.

Lula chegou neste sábado a Roma para participar da conferência que tem como tema a Segurança Alimentar, Mudanças Climáticas e Bioenergia e começa na terça-feira. Até segunda-feira, o presidente não tem compromissos oficiais.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below