20 de Agosto de 2014 / às 16:18 / em 3 anos

PSB deve divulgar documento reafirmando compromissos políticos de Campos

BRASÍLIA (Reuters) - Além de formalizar a nova chapa para disputa presidencial, com Marina Silva como candidata a presidente e o deputado Beto Albuquerque (RS) como vice, o PSB divulgará nesta quarta-feira um documento reafirmando os compromissos políticos assumidos por Eduardo Campos, que morreu em um trágico acidente aéreo na semana passada.

Pintura de Eduardo Campos em um muro no centro de Recife. 14/8/2014 REUTERS/Ricardo Moraes

Uma fonte do partido disse à Reuters que o documento não trará novidades, mas o PSB considera necessário divulgá-lo para relembrar a toda militância quais são as diretrizes e compromissos políticos da candidatura socialista.

“Estarão lá reafirmados os compromissos políticos e todos os acordos para palanques estaduais”, disse a fonte nesta quarta-feira, pouco antes da reunião da Comissão Executiva do partido, que vai referendar a dobradinha entre Marina, que era candidata a vice, e Albuquerque.

Logo após o trágico acidente com o avião de Campos em Santos e quando começaram as primeiras articulações para que Marina assumisse o posto, surgiram dúvidas sobre como a ex-senadora se comportaria em relação a alguns arranjos regionais que foram firmados sem o seu aval.

Essa situação fica muito evidente em São Paulo, maior colégio eleitoral do país, onde o PSB integra a chapa de reeleição do governador Geraldo Alckmin, do PSDB, com o deputado Márcio França (SP) como candidato a vice. E também no Rio de Janeiro, onde o PSB formou chapa com o PT pela disputa do governo estadual.

Nos dois casos, Marina já havia alertado o partido que não participaria de atos de campanha dessas alianças locais. Albuquerque disse à Reuters, no sábado, antes de ser indicado para o cargo de vice, que essa posição da ex-senadora está mantida e que nesses casos o vice cumprirá as agendas.

A divulgação do documento pode impedir que os “marineiros” que ainda trabalham para criar o partido Rede Sustentabilidade deixem de se mobilizar pelos palanques que são vistos com restrição por Marina.

O documento não deve abordar pontos do programa de governo, segundo essa fonte, porque o partido considerou que isso seria repetitivo.

O partido ainda trabalha para definir a data e o local do lançamento do programa de governo, que já está concluído e foi aprovado tanto por Campos como por Marina. A tendência é que seja feito um grande evento em São Paulo.

Reportagem de Jeferson Ribeiro

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below