April 26, 2018 / 10:15 PM / 5 months ago

Total confia na obtenção de licenças para explorar petróleo na Foz do Amazonas

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A obtenção das licenças necessárias para explorar e produzir petróleo na região da Foz do Amazonas ainda é possível, mas diante das demandas do Ibama não se pode estabelecer um prazo, disse à Reuters nessa quinta-feira o diretor-geral da petroleira Total no Brasil, Maxime Rabilloud.

Segundo ele, a empresa vem mantendo contato com o Ibama, órgão responsável pelo licenciamento ambiental, para “entender” e “atender” as demandas necessárias.

“Estamos trabalhando para mostrar resultado... estamos ouvindo o Ibama para entender e atender as demandas”, disse ele à Reuters, após participar de um encontro promovido pelo Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri) com empresários e a pré-candidata à presidência Marina Silva.

Este mês, o Greenpeace informou que cientistas a bordo de umnavio da instituição documentaram a existência de corais na áreaonde a petroleira francesa Total planeja explorarpetróleo. “A presença de rodolitos, algas calcárias que formam ohabitat para peixes e outras espécies do recife, confirmam queos Corais da Amazônia se estendem para além do que era conhecidoanteriormente...”, afirmou o Greenpeace, destacando que isso deveria impedir a emissão da licença.

Nesta quinta-feira, ao ser questionado sobre a descoberta feita pelo Greenpeace, Rabilloud ponderou: “Ainda achamos que a licença é possível, mas não temos um prazo para isso”.

A Total é a operadora de cinco blocos na Bacia da Foz do RioAmazonas, adquiridos na 11ª Rodada de licitação de blocosexploratórios de petróleo, em 2013, em parceria com a brasileiraPetrobras e a britânica BP. No entanto, a exploração na região enfrenta forteresistência de ambientalistas, devido a presença de ecossistemassensíveis, como corais de águas profundas, ainda poucoconhecidos na região. A petroleira vem tentando nos últimos anos obter licença do órgão ambiental federal para realizar perfurações exploratórias em seus blocos.

Por Rodrigo Viga Gaier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below