for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Facebook bloqueia brevemente chatbot de Netanyahu em dia de eleições israelenses

Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu 10/09/2019 REUTERS/Amir Cohen

JERUSALÉM (Reuters) - O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu atacou o Facebook nesta terça-feira, depois que a rede social bloqueou um “chatbot” da conta de seu partido Likud por violar as regras do dia das eleições.

O chatbot, um tipo de software automatizado que simula uma conversa com um usuário, voltou a funcionar dentro de algumas horas.

“Eles pegaram um martelo de 100 quilos e acertaram uma mosca, porque é uma mosca do Likud”, disse Netanyahu em um vídeo publicado nas mídias sociais. “Eles fecharam nossos meios de comunicação com nossos eleitores.”

O Comitê Central de Eleições de Israel disse que o chatbot foi usado para publicar dados de pesquisas em violação à legislação eleitoral.

Netanyahu pareceu minimizar a violação, dizendo: “Alguém publicou uma pequena pesquisa no Facebook.”

As publicações problemáticas foram aparentemente retiradas e não apareceram mais na página no Facebook.

Questionado sobre a intervenção na conta de Netanyahu, o Facebook disse em comunicado que trabalha com “comissões eleitorais em todo o mundo para ajudar a proteger a integridade das eleições”.

“Nossas políticas claramente afirmam que os desenvolvedores devem cumprir todas as leis aplicáveis no país em que seu aplicativo está disponível. Restringimos esse bot por violar a lei local até que as eleições sejam concluídas hoje à noite”, afirmou a rede social.

Por Dan Williams e Ari Rabinovitch

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up