October 23, 2019 / 1:58 PM / 25 days ago

Autoridades da UE estão divididas sobre Orçamento para 2020 e arriscam atraso no financiamento

Bandeiras da UE em frente à sede da Comissão Europeia 17/10/2019 REUTERS/Yves Herman

BRUXELAS (Reuters) - Os governos da União Europeia rejeitaram nesta quarta-feira os planos dos parlamentares da UE de aumentar os gastos do bloco no próximo ano, provocando uma disputa que pode atrasar o financiamento de projetos climáticos e de pesquisa.

As disputas sobre o Orçamento da UE são frequentes entre parlamentares - que geralmente pressionam por gastos mais altos - e os governos que, em vez disso, tentam mantê-los sob controle.

O parlamento concordou nesta quarta-feira em aumentar os gastos da UE em 2020 para 159,1 bilhões de euros - uma quantia que os Estados do bloco disseram ir além do teto acordado anteriormente.

Entre as mudanças propostas, os parlamentares votaram por aumentar em mais de 2 bilhões de euros os gastos da União Europeia para combater as mudanças climáticas em 2020, em comparação com as propostas anteriores feitas pela comissão executiva da UE.

Os parlamentares e os representantes dos governos agora vão começar as negociações para tentar diminuir suas diferenças.

Se nenhum meio-termo for encontrado até meados de novembro, a Comissão terá que apresentar um novo projeto de Orçamento, arriscando atrasos em projetos financiados com dinheiro da UE, desde ajuda às regiões mais pobres do bloco até iniciativas para criar empregos.

Por Marine Strauss

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below