October 23, 2019 / 9:13 PM / a month ago

Comissão da Câmara aprova texto-base da reforma da Previdência dos militares

Soldados das Forças Armadas do Brasil no Rio de Janeiro. 06/12/2017. REUTERS/Pilar Olivares

(Reuters) - A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a reforma da Previdência dos militares aprovou nesta quarta-feira o texto-base da proposta e voltará a se reunir na próxima terça-feira para analisar destaques que podem alterar o conteúdo da proposta.

Pelo texto aprovado, de acordo com a Agência Câmara Notícias, o tempo mínimo de serviço para o militar passar para a inatividade passa dos atuais 30 para 35 anos, com ao menos 25 anos de atividade militar para homens e mulheres. A remuneração será igual ao último salário com reajustes iguais aos dos militares da ativa.

Ainda de acordo com a agência, em linhas gerais as regras dos militares das Forças Armadas —Exército, Marinha e Aeronáutica— serão estendidas aos policiais militares e bombeiros.

Ao contrário da reforma da Previdência dos civis, que foi uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), as mudanças previdenciárias dos militares estão contempladas em um projeto de lei e, portanto, não precisam dos votos de três quintos dos deputados e dos senadores em dois turnos em cada uma das Casas para serem aprovadas.

Mais cedo nesta quarta, o Senado concluiu a aprovação da PEC da reforma da Previdência, e a matéria deverá ser promulgada até o dia 19 de novembro, de acordo com o presidente do Senado e do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Por Eduardo Simões, em São Paulo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below