November 15, 2019 / 6:26 PM / 21 days ago

Pesquisa com água de Olimpíada de Tóquio mostra resultados mistos em níveis de E.coli

TÓQUIO (Reuters) - Uma pesquisa feita com a água na baía de Tóquio, onde o trecho da de natação do triatlo será realizado na Olimpíada de 2020, produziu resultados mistos, com níveis excessivos de bactérias E.coli registrados em um dia, até em áreas protegidas por telas subaquáticas, disseram os organizadores nesta sexta-feira.

Odaiba Marine Park, em Tóquio 4/10/2017 REUTERS/Issei Kato

O salto provavelmente foi causado por fortes chuvas, disseram. Como em muitas outras grandes cidades do mundo, Tóquio processa a água da chuva e as águas residuais domésticas por meio do mesmo sistema de esgoto.

Quando as chuvas torrenciais dominam as instalações de tratamento de água da cidade, o esgoto parcialmente tratado e até o esgoto bruto diluído com água da chuva podem encontrar acabar no meio ambiente.

Em um dos 12 dias do início de agosto a meados de mês neste ano, quando o sistema de análise foi instalado para o teste, os níveis de E.coli estavam até quatro vezes acima do limite aceito, mostrou a pesquisa. Estavam abaixo do limite nos outros 11 dias.

Funcionário da organização da Tóquio 2020, Kaori Akiya disse que telas de camada tripla serão instaladas para os Jogos de 2020, em comparação com telas de camada única usadas durante a pesquisa, tornando a área, chamada de Odaiba Marine Park, apta para sediar a competição.

“Pode ser difícil quando um grande tufão acontece dessa maneira, mas não deve haver nenhum problema em sediar eventos no Odaiba Marine Park se configurarmos telas de três camadas e se operarem adequadamente”, disse Akiya, gerente-geral do local da Tóquio 2020, em uma entrevista coletiva.

Preocupações com altas temperaturas e questões de qualidade da água atormentaram os organizadores do Tóquio 2020 este ano.

O Comitê Olímpico Internacional disse no mês passado que os eventos da maratona serão transferidos para a cidade de Sapporo, no norte do país, para evitar o calor do verão em Tóquio. Em agosto, a parte de natação de uma corrida de paratriatlo foi cancelada devido aos altos níveis de bactérias E.coli encontradas na água da Baía de Tóquio.

Para ajudar a garantir que os espectadores se mantenham hidratados no calor do verão, os organizadores decidiram deixá-los levar até 750 mililitros de bebida não-alcoólica para os locais de competição, um mudança da prática das recentes Olimpíadas.

“Em Londres (Jogos Olímpicos) ou no Rio (Jogos Olímpicos de Janeiro), bebidas de fora eram proibidas por razões de segurança”, disse Hidemasa Nakamura, oficial de entrega de jogos de Tóquio 2020, a repórteres.

“Mas desta vez, o calor tornou-se um assunto tão relevante. Como é extremamente importante ter algo para beber à mão, decidimos deixar as pessoas trazerem uma garrafa cada.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below