for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

CORREÇÃO-China, Rússia e Irã anunciam exercícios navais conjuntos

Soldados vigiam míssil Xining no porto de Qingdao, China 29/8/2019 REUTERS

(Corrige nome para Golfo de Omã no 1º e 5º parágrafos)

PEQUIM (Reuters) - China, Irã e Rússia realizarão exercícios navais conjuntos no Oceano Índico e no Golfo de Omã a partir de sexta-feira, anunciou o Ministério da Defesa chinês nesta quinta-feira, em meio às tensões crescentes entre o Irã e os Estados Unidos na região.

A China enviará o Xining, um contratorpedeiro de mísseis teleguiados, para as manobras, que durarão até a segunda-feira e objetivam aprofundar a cooperação entre as Marinhas dos três países, disse o porta-voz do ministério, Wu Qian, em um briefing mensal.

O exercício é “uma interação militar normal” entres as três Forças Armadas e está alinhado com a lei e as práticas internacionais, disse Wu.

“Ele não está necessariamente conectado com a situação regional”, afirmou Wu, sem entrar em detalhes.

O Golfo de Omã é uma rota marítima particularmente sensível por ser uma ligação com o Estreito de Ormuz –através do qual cerca de um quinto do petróleo mundial circula–, que por sua vez é uma ligação com o Golfo Pérsico.

Os exercícios também coincidem com o exacerbamento das tensões entre os EUA e o Irã.

O atrito aumentou desde o ano passado, quando o presidente dos EUA, Donald Trump, retirou os EUA do acordo nuclear firmado entre Teerã e seis nações em 2015 e reativou sanções contra o regime, prejudicando sua economia.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up