January 30, 2020 / 3:59 PM / 25 days ago

Fabricante de autopeças Meritor vai investir R$200 mi em nova fábrica em SP

Fábrica da Meritor em Osasco (SP). Alberto Alerigi Jr./REUTERS. 30/1/2020

SÃO PAULO (Reuters) - A fabricante norte-americana de eixos e outros componentes automotivos para veículos comerciais Meritor anunciou nesta quinta-feira um investimento de 200 milhões de reais para construir uma nova fábrica em Roseira (SP).

A fábrica será a terceira no país da Meritor, que também tem uma unidade Osasco, na Grande São Paulo. A empresa também participa de um consórcio de fornecedores da Volkswagen Caminhões e Ônibus em Resende (RJ). A construção da nova fábrica deve começar em março e deve durar cerca de 13 meses, com inauguração em abril de 2021.

“O projeto já deveria ter sido lançado, mas em função da recessão enorme do Brasil ele ficou dormente um tempo....Em Osasco, quando construímos em 1956 não tinha nada em volta do terreno, mas hoje estamos no meio da cidade”, afirmou o diretor geral da Meritor no Brasil, Adalberto Momi”, explicando que a unidade de Osasco não será fechada.

Com sede em Michigan, a Meritor fabrica sistemas integrados, módulos e componentes para fabricantes de equipamentos nos segmentos de transportes e industrial. A companhia atende produtores de caminhões, reboques, ônibus, e a área de defesa. A companhia tem como rivais diretas no país American Axle e Dana

Executivos da Meritor afirmaram que a nova unidade fabril marca um dos maiores investimentos do grupo nos últimos 10 anos no mundo, mas não comentaram sobre capacidade de produção. A fábrica em Roseira ficará encarregada da produção de componentes desenvolvidos com novas tecnologias, como eixos para caminhões elétricos, enquanto a unidade de Osasco continuará abastecendo o mercado nacional com produtos para motorizações convencionais.

“Estamos nos preparando para o mercado que virá nos próximos anos”, disse Momi, citando como exemplo que a cervejaria Ambev fez em 2018 uma das maiores encomendas de caminhões elétricos do mundo, 1.600 unidades, para a Volkswagen Caminhões e Ônibus para entrega até 2023.

O anúncio veio depois de um ano em que as vendas de caminhões no Brasil cresceram 33%, para 101,3 mil unidades, mantendo continuação no movimento de recuperação após a crise em que o setor viu os licenciamentos desabarem para o patamar de 50 mil unidades em 2016. Para 2020, a expectativa da associação de montadoras, Anfavea, é que os emplacamentos de veículos pesados no Brasil subam cerca de 17%, para 143 mil unidades.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below