for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ação da Tesla dispara 20% e se aproxima de US$1.000

Frente de um veículo Tesla Model 3, na Califórnia. 1/6/2018. REUTERS/Mike Blake

(Reuters) - As ações da Tesla dispararam 20% nesta terça-feira, atingindo 940 dólares, ampliando um rali que mais que dobrou o valor de mercado da companhia desde o início do ano.

O salto mais recente no papel foi parcialmente influenciado pela Panasonic, que disse na segunda-feira que sua parceria em baterias automotivas com a Tesla passou a ter resultado positivo pela primeira vez.

“Investidores estão agora começando a acreditar que a Tesla pode fazer veículos elétricos em volume, e que montadoras de veículos, fabricantes de baterias e fornecedores podem conseguir fazer dinheiro com veículos elétricos”, disse Cho Hyun-ryul, analista da Samsung Securities.

Alguns analistas também atribuíram o rali a um movimento de cobertura de posições vendidas.

A alta das ações da Tesla avalia a empresa em quase 170 bilhões de dólares, quase o dobro do valor combinado de General Motors e Ford.

A Tesla divulgou na semana passada o segundo lucro trimestral consecutivo e informou que vai conseguir produzir com folga mais de meio milhão de veículos este ano.

Perto do final do pregão em Nova York, a ação da Tesla exibia alta de 21%, para 944 dólares.

O investidor bilionário Ron Baron, cuja empresa detém quase 1% de participação na Tesla, afirmou que não vai vender uma única ação da Tesla, acrescentando que ele acredita que a montadora pode atingir 1 trilhão de dólares em receita em 10 anos. A Tesla teve receita de 24,6 bilhões de dólares em 2019.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up