for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

"Sim, a bola se mancha", reconhece Maradona em série da Netflix sobre "barrabravas" argentinos

Diego Maradona durante entrevista coletiva em La Plata 08/09/2019 REUTERS/Agustin Marcarian

BUENOS AIRES (Reuters) - O ex-jogador argentino Diego Maradona aparecerá em uma série da Netflix que mergulhará no mundo dos chamados “barrabravas” do futebol local, na qual vai reverter uma frase famosa popularizada no dia em que o astro se despediu dos campos.

Dirigida pelo argentino Israel Adrián Caetano, a série “Puerta 7” --que estreia no dia 21 de fevereiro-- terá oito episódios e será protagonizada por Dolores Fonzi, chefe de segurança do fictício clube Ferroviarios que tenta erradicar a violência do time.

“Os barrabravas não apenas danificam o clube, infectam o bairro, envenenam nossos meninos, os usam. Eles não são torcedores, são criminosos”, diz Diana, personagem de Fonzi, no trailer.

Maradona, atual diretor técnico do clube Gimnasia y Esgrima La Plata, aparece no trailer parafraseando uma de suas frases mais memoráveis durante sua emotiva homenagem no estádio do Boca Juniors em 2001, quando disse que “a bola não se mancha”.

“Eu me equivoquei e paguei por isso, mas agora muitos se enganaram, professor, e se enganaram feio. E o futebol está pagando por isso. Eu acreditava que não, mas sim, a bola se mancha”, diz o ex-capitão da seleção argentina em um campo onde outros protagonistas aparecem, como Esteban Lamothe, Carlos Belloso e Antonio Grimau.

A série foi criada por Martín Zimmerman (de “Narcos” e “Ozark”), escrita por Patricio Vega (de “Os Simuladores”) e dirigida por Caetano, que, no ano passado, produziu “Apache: a vida de Carlos Tévez” para a Netflix.

Por Lucila Sigal

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up